A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

.Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. Mateus 11:28-30

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Bandidos matam em Cena de filme na carlos luz .


Perseguição termina em acidente e execuções no Anel Rodoviário de BHCarro com cinco passageiros era perseguido até capotar na altura do Bairro São Francisco. Após acidente, ocupantes foram baleados e morreram no local

Publicação: 24/07/2014 21:08 Atualização:25/07/2014 00:33

No City estavam cinco pessoas e três delas foram executadas após o acidente (Marcos Michelin/EM/DA Press)
No City estavam cinco pessoas e três delas foram executadas após o acidente

O Anel Rodoviário de Belo Horizonte foi palco de uma perseguição com tiroteio que terminou com um grave acidente de trânsito e a execução três pessoas, na noite desta quinta-feira, na altura do Bairro São Francisco, Região Noroeste da capital.

De acordo com a Polícia Militar, um motociclista e um garupa armado com uma submetralhadora seguiam um Honda City com cinco passageiros nas proximidades do Shopping Del Rey, sentido BH/Vitória. Próximo ao Viaduto São Francisco, o veículo perdeu o controle e capotou. Logo em seguida, o garupa da moto disparou e matou os três homens que estavam no banco de trás e tentavam sair do carro acidentado. O motorista, Alerson de Oliveira, 36 anos, e o passageiro ficaram feridos e foram levados ao Hospital João XXIII.

Logo após o assassinato, os ocupantes da moto Falcon, de cor laranja e preta, deixaram o local. Segundo testemunhas, eles tinham a cobertura de um outro carro durante a perseguição ao City. 

Ainda segundo os militares, as vítimas são de Venda Nova e não têm passagem pela polícia. Há ainda a informação de que eles carregavam armas, que desapareceram logo após o acidente. Do lado do passageiro do City há, pelo menos, 16 perfurações de tiros. Não foi encontrada nenhuma irregularidade no veículo. Por causa da ocorrência, o trânsito ficou lento no local

Próximo ao trevo de caete viatura do sistema prisional capotada , agente preso nas ferragens e a viatura do SAMU que estava a caminho para socorro também capotou na estrada de carteira / brasileiro 381

TREVO DE CAETÉ

Ambulância acionada para socorrer vítimas de acidente capota na MG-435

Três pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital João XXIII; unidade de atendimento tinha sido acionada para socorrer uma capotagemCampos

PUBLICADO EM 25/07/14 - 10h30

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) capotou na manhã desta sexta-feira (25), na MG-435, próximo ao Trevo de Caeté, na região metropolitana de Belo Horizonte. O veículo estava a caminho do local onde ocorreu a capotagem de outro carro, que segundo os bombeiros, pertence ao Sistema Prisional.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), o motorista da ambulância, de 61 anos, e duas funcionárias da equipe de enfermagem, de 30 e 35 anos, ficaram feridos e foram encaminhados ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.
Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), uma viatura ainda está a caminho do local do acidente. Ainda não informações sobre o socorro e o estado de saúde da primeira vítima.
A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) foi procurada pela reportagem de O TEMPO e ainda não confirmou se o carro envolvido no primeiro acidente pertence ao Sistema Prisional.



ENVIAR COMENTÁRIO

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ATENÇÃO
Cadastre-se para poder comentar
Comentar com FacebookComentar com Twitter

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Patati Patata Foi pro colo do capeta.



Agente Penitenciário é barrado de entrar armado em Agência Bancária e caso vai parar na Delegacia..

Agente Penitenciário é barrado de entrar armado em Agência Bancária e caso vai parar na Delegacia


001134-F000621_imgN-G
Um Agente Penitenciário procurou a Delegacia de Policia Civil e registrou uma ocorrência contra a Agência do Banco do Brasil, localizada no município de Jaru, por ter ficado descontente com um impasse ocorrido durante o expediente matutino da ultima sexta-feira (18/07/14).
No local, um agente penitenciário foi barrado na entrada após informar ao vigilante que era Agente Penitenciário e que estava armado. O usuário estava com uma pistola 380 na cintura e ele tem porte de arma, motivo pelo qual queria o acesso livre. O segurança do banco interveio e o caso acabou indo parar na Delegacia.
Segundo consta no boletim de ocorrência, a Agencia Bancária explicou que são normas internas o veto de pessoas armadas sem que estas sejam policiais. Já o Agente Penitenciário se sentiu prejudicado uma vez que a nova Lei aprovada recentemente pela Presidente Dilma, Lei 12.993/14 autoriza o porte de arma para Agentes Penitenciários mesmo estando de folga.
Sobre o que trata a nova Lei?
A Lei n.° 12.993/2014 altera o Estatuto do Desarmamento para permitir que agentes e guardas prisionais tenham porte de arma de fogo mesmo fora de serviço.

Quem são os agentes e guardas prisionais?
Os agentes e guardas prisionais (ou penitenciários) são os profissionais responsáveis pela custódia, vigilância e escolta (interna e externa) dos detentos das unidades prisionais, além de outras atividades relacionadas com as rotinas e procedimentos da execução penal.
Não há distinção entre “agente” e “guarda” prisional. A Lei n.° 12.993/2014 utilizou as duas expressões como sinônimas considerando que existem leis estaduais que denominam o cargo como “agente” e outras como “guarda”.
Porte de arma
O Estatuto do Desarmamento, desde a sua redação original, já permitia que os agentes prisionais tivessem porte de arma de fogo (art. 6o, VII). No entanto, esse porte era apenas em serviço.
A Lei n.° 12.993/2014 ampliou a garantia e permitiu o porte de armas de fogos (de propriedade particular ou fornecidas pela instituição), a serviço ou fora dele.
Fonte: Jaru Noticia
Matéria: Rodrigo Rodrigue

quarta-feira, 23 de julho de 2014

MANIFESTO PACIFÍCO DIA 29 DE JULHO DE 2014 - 11ª RISP DE MONTES CLAROS - MG

MOVIMENTO NOMEAÇÃO JÁ REUNIRÁ EM MONTES CLAROS NO DIA 29 DE JULHO DE 2014, LOCAL: Avenida Deputado Esteves Rodrigues 186 – Centro - SEPLAG REGIONAL DE MONTES CLAROS - ÀS 10h da manhã (PRÓXIMO A PREFEITURA)

ATENÇÃO CANDIDATOS DA 11ª RISP! 
UNIDOS SOMOS MAIS FORTES!!!!

À Associação dos Agentes Prisionais e Socioeducativo do Norte de Minas CONVOCA os NOVOS Agentes Penitenciários para maior manifestação referente à POSSE do NORTE DE MINAS, QUE está confirmada para o dia 29 de julho de 2014 às 10 horas da manhã naAvenida Deputado Esteves Rodrigues 186 – Centro - SEPLAG REGIONAL DE MONTES CLAROS - ÀS 10h da manhã (PRÓXIMO A PREFEITURA, será uma manifestação pacífica e civilizada, pois terão à participação de vários representantes ligados à moralização do SISTEMA PRISIONAL MINEIRO; - como é de praxe iremos oficiar  previamente à  polícia militar, à prefeitura  e demais autoridades, que serão ALERTADAS com 72 horas de antecedência conforme previa legal. O que tange é fazer comparecer com o maior volume de pessoas possíveis vestidos com à camiseta utilizada no CFTP; - então,  levem amigos, parentes convidados que serão bem vindos. Vamos lá! A luta é de todos nós...

Contatos: (38) 9141-1236 ALEXANDRE GUERREIRO
                  (38) 3221-5507 ASSOCIAÇÃO
23/7/2014 às 01h00 (Atualizado em 23/7/2014 às 06h23)

Policial baleado dez vezes na Pampulha pode ter se envolvido com mulher de traficante

O sargento, de 46 anos, continua internado em estado grave; nenhum suspeito foi preso
Do R7, com Record Minas
Militar aguardava em uma moto quando foi abordadoRecord Minas
A confusão que terminou comum policial militar baleado dez vezes pode ter sido causada por uma mulher. O crime ocorreu na última segunda-feira (21), no bairro São Francisco, na região da Pampulha. O oficial, de 46 anos, continua internado em estado grave.
Segundo a própria Polícia Militar, a mulher que o sargento estava esperando quando foi atacado, com quem ele teria um envolvimento, também se relacionava com traficantes do aglomerado Vila Real.
Nessa terça-feira (22), a PM montou uma operação no local para tentar encontrar os autores. As três entradas do morro foram fechadas e os policiais percorreram os becos, onde só é possível passar a pé, mas ninguém foi preso.
De acordo com a coporação, os quatro suspeitos de atirar contra o militar já foram identificados e prisão deles seria apenas "uma questão de tempo".
O crime
Uma testemunha viu quando o sargento, que estava de folga, começou a discutir com duas pessoas. Pouco tempo depois, outros dois homens chegaram ao local. Em seguida, vários tiros foram disparados.
O policial foi atingido no tórax, abdômen, braço e costas e foi socorrido em estado grave para o Hospital de Pronto-Socorro João 23. Ele passou por uma cirurgia e respira com a ajuda de aparelhos.
  • Espalhe por aí:
  •      
  •      
  •