A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

segunda-feira, 14 de agosto de 2017


Teste psicológico super preciso: o que você viu primeiro?


Dizem que a forma como percebemos a realidade nos determina. Nosso subconsciente e imaginação nos abrem um mundo de possibilidade quase infinito em que o verdadeiro limite nós o colocamos a nós mesmos.

Nas ilusões ópticas é precisamente a nossa maneira de perceber a realidade que vale, e, segundo vários estudos, como interpretamos essa ilusão tem um significado direto em nossa psicologia pessoal.

Aqui está um teste que irá ajudá-lo a descobrir características psicológicas que talvez não soubesse sobre você mesmo. Veja a seguinte imagem, o que você vê primeiro?


Crânio

Se a primeira coisa que você viu foi um crânio simboliza grande força e preparação para novos desafios. Você se importa pouco com coisas materiais e mais para dar sentido à vida. Para você, o caminho é mais importante do que o próprio destino. Se você não se desviar do caminho, conseguirá muito e lembrará que tem porte de líder.

Você é uma pessoa com alto QI, aproveite suas ideias.


Mulher

Ver uma mulher ajoelhada primeira significa cansaço interno. É provável que você se encontre em uma situação difícil ou confusa. Você precisa tentar relaxar e parar de se preocupar com coisas que não valem a pena. Precisa fazer uma pausa, você vai ficar bem. Talvez haja alguém ao seu redor que absorva sua energia e te deixa pra baixo.

Não tenha medo de se desprender de relacionamentos que não se importam com seu bem-estar. Nunca mude quem você é por causa dos outros, siga sempre sendo essa pessoa com esse grande coração. Você é uma pessoa muito criativa, aproveite essa qualidade.

Compartilhar este teste com seus amigos pode ser de grande ajuda. E se o teste foi bem sucedido, não se esqueça de nos apoiar com um like e compartilhar. Não se esqueça de deixar nos comentários sua opinião sobre o teste.

Fonte: Ub.edu/Porque No