A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Coronéis migram do comando da Gm para comando de presídios.

Diretor do Ceresp de Ipatinga é afastado após motim de presos

Alexandre Rabelo e outros dois agentes são investigados. Diretor do presídio de Ipaba, assumiu a função temporariamente.

28/08/2015 18h06 - Atualizado em 28/08/2015 18h06

Do G1 Vales de Minas Gerais

O diretor do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (CERESP) de Ipatinga (MG) , Alexandre Rabelo, foi afastado temporariamente nesta sexta-feira (28), de sua função no presídio, pela Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS).

O motim realizado pelos presos no presídio nessa quinta-feira (27), foi um dos motivos  que levou o afastamento temporário de Alexandre Rabelo. Em seu lugar, assumiu interinamente o tenente e diretor da Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, de Ipaba, Adão dos Anjos.

O tenente Adão dos Anjos disse que foi comunicado pelo Estado para assumir o comando no Ceresp. “ Estou aguardando a chegada do Superintendente de Segurança Prisional que estava em Valadares para a gente acabar de acertar essa mudança da chefia do Ceresp”, afirmou.

Em nota, a Seds informou que foram instaurados três procedimentos de apuração no Ceresp de Ipatinga. Um deles envolve Alexandre Rabelo e os outros dois avaliam o comportamento de agentes penitenciários.

A Seds afirmou que os processos estão sendo acompanhados por uma equipe de prevenção da Corregedoria da SEDS. Uma comissão mista da Subsecretaria de Administração Prisional (SUAPI) também foi criada para avançar na investigação de pontos levantados nos procedimentos. Essa comissão também tem a participação de um membro da Corregedoria.

Ao final da verificação, a comissão deverá encaminhar as conclusões para a Corregedoria que decidirá sobre o arquivamento dos casos ou pela abertura de um Processo Administrativo Disciplinar.

Ninguém está acima da Lei! TRE/MG cassa mandato de pastor. Resolução 23.404 do TSE foi descumprida em campanha eleitoral!

27/08/2015 20h14 - Atualizado em 27/08/2015 20h33

TRE-MG cassa mandato de deputado de Juiz de Fora, Marcio Santiago

Político foi cassado por por abuso de poder em evento religioso.
Assessoria ainda não se manifestou; da decisão, cabe recurso.

Rafael AntunesDo G1 Zona da Mata
Marcio Santiago, Juiz de Fora  (Foto: Pollyanna Maliniak/ALMG)Marcio Santiago é deputado natural de Juiz de Fora
(Foto: Pollyanna Maliniak/ALMG)
O deputado estadual Marcio José Machado Oliveira, o Missionário Marcio Santiago (PTB), natural de Juiz de Fora, teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais, nesta quinta-feira (27), por abuso de poder em um evento religioso, na Praça da Estação, em Belo Horizonte.
A assessoria do deputado enviou nota afirmando que Santiago vai recorrer da decisão do TRE-MG e classificando como discriminatório o juízo de valor sobre sua presença no evento.
A Corte Eleitoral julgou que as duas ações movidas pelo candidato derrotado, Marques Batista de Abreu (PTB), contra Santiago, contra o deputado federal Franklin Roberto de Lima Souza, o pastor Franklin (PTdoB) e contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago de Oliveira, procedentes, por quatro votos a três.
Marcio e o companheiro político tiveram declarada a inelegibilidade por um período de oito anos. As ações foram movidas por abuso de poder político, de autoridade e religioso, em um evento às vésperas das Eleições de 2014, quando os candidatos compareceram e entregaram material de campanha, além de terem sido apresentados no palco pelo pastor Valdemiro, líder religioso que pediu votos para os deputados a pelo menos 15 mil fiéis presentes no local.
O evento foi custeado pela Igreja Mundial do Reino de Deus, com shows e fretamento de transporte. A igreja usou ainda o site, as redes sociais, o busdoor e até uma transmissão ao vivo pela TV e pela internet.
Na noite desta quinta, a assessoria do deputado enviou uma nota em que Santiago afirma que vai recorrer da decisão do TRE-MG. Ele diz que foi votado por mais de 76 mil eleitores de mais de 800 cidades no estado e que o voto desses cidadãos não pode ser desconsiderado.
O deputado disse que estava presente no evento religioso por ser missionário da Igreja Mundial do Poder de Deus e afirmou que as celebrações são realizadas várias vezes durante o ano e sua presença pode ser confirmada em edições anteriores.
Por fim, Santiago afirmou que sempre respeitou a legislação eleitoral e que o juízo de valor que se faz acerca de sua presença no evento ganhou contornos discriminatórios, estigmatizantes e inaceitáveis em um estado democrático de Direito.

RESOLUÇÃO Nº 23.404 do TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL - Dispõe sobre propaganda eleitoral e condutas ilícitas em campanha eleitoral nas Eleições de 2014.

Art. 4º. É vedada, desde 48 horas antes até 24 horas depois da eleição, a veiculação de qualquer propaganda política no rádio ou na televisão – incluídos, entre outros, as rádios comunitárias e os canais de televisão que operam em UHF, VHF e por assinatura – e, ainda, a realização de comícios ou reuniões públicas, ressalvada a propaganda na internet (Código Eleitoral, art. 240, parágrafo único, e Lei nº 12.034/2009, art. 7º).

Art. 8º, § 4º É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos e a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral, respondendo o infrator pelo emprego de processo de propaganda vedada e, se for o caso, pelo abuso do poder (Lei nº 9.504/97, art. 39, § 7º; Código Eleitoral, arts. 222 e 237; e Lei Complementar nº 64/90, art. 22).

terça-feira, 25 de agosto de 2015

MAIS UMA CONQUISTA DOS AGENTES - RESOLUÇÃO DETERMINA TRATAMENTO IGUALITÁRIO EM LOCAL DE OCORRÊNCIA

Resolução assinada pelo SubSecretario de Administração Prisional, Comandante da PM, Comandante do CBMMG e o Chefe da Policia Civil determina tratamento digno aos agentes. Entre outras coisas prevê: (segue em anexo)

1 - Toda ocorrência envolvendo agentes da SEDS devera ser informado imediatamente ao Secretario, ou ao SubSecretario da respectiva pasta;

2 - Nas ocorrências em que houver ilícito penal é vedado a exposição de imagem dos agentes;

3 - Os agentes serão conduzidos e escoltados por integrantes da instituição a que pertence;

Mais uma vitoria dos agentes.
Estamos fazendo em meses o que nunca fizeram.

Isso é representatividade e compromisso.

À resolução ja assinada segue para publicação.

Deputado Cabo Julio
Vice Lider do Governo


segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Nossa classe não sabe o que é um sindicato ???

O que é  um sindicato  ?

 O sindicato  é  a classe ,e essa classe escolhe  seus gestores .

A classe coloca seus gestores através  de eleição .

Se os gestores  for  bom  a classe reelege, se for ruim  a classe os tira .


Existe um estatuto  que rege  o sindicato ,onde diz  que  os maus  gestores  podem  ser trocados em assembléias.


Quando vc  afasta  do sindicato  vc  vai colaborar  com os maus  gestores.

 seu voto é  importante  para arrancar  o câncer  e dar continuidade   aqueles  que trabalham Bem .

O sistema prisional  não entede   que sindicato  é  a classe ,precisamos filiar para arrancar  os maus gestores.

Todos  os outros meios podem da uma forcinha,mas quem resolve  é  o sindicato.


E aí vai entrar  na briga ou vamos virar  as costa  para  o sindicato  que é  a classe.

Porte de arma para contrados .



domingo, 23 de agosto de 2015

Preso mata esposa durante visita íntima

Eles estavam em uma cela na penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves

Diferenças. Arquitetura da penitenciária José Maria Alkimin foi objeto de análise de pesquisa da UFMG
Crime aconteceu na tarde deste sábado, 22.
PUBLICADO EM 22/08/15 - 17h54
A jovem Lorraine Rodrigues Neves, de 25 anos, foi assassinada pelo marido enquanto fazia uma visita intima para ele na tarde de hoje. O homem está preso na penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte e já tem passagens por homicídio, tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de armas. 

De acordo com a Polícia Militar o casal estava sozinho em uma cela isolada para a visita íntima, que tem um tempo marcado para terminar. Ao fim da visita, um agente penitenciário foi até o local e encontrou a mulher morta. O preso Washington Mendes da Rocha, de 30 anos, estava comendo uma refeição tranquilamente,  e a mulher já sem vida ao lado. Ainda segundo a PM ele confessou ter cometido o crime, mas não explicou seus motivos. 
A vítima foi encontrada por um agente penitenciário por volta de 15h30 e já estava sem vida. Como se tratava de uma cela separada, Rocha conseguiu agredir a mulher sem ser impedido por nenhum agente penitenciário. Ela tinha sinais de agressões, ferimentos na cabeça e morreu ao ser estrangulada pelo marido. Ele usou a fiação elétrica do local para cometer o crime. 
Um dos policiais que recebeu a ocorrência e preferiu não ser identificado informou que nunca havia presenciado um crime desse tipo. "A gente vê casos de mortes entre presos, mas nunca vi ninguém matar alguém da família dentro da cadeia", revelou o militar. A vítima é natural de Contagem, também na região metropolitana de Belo Horizonte e a polícia não soube informar se eles tinham filhos e nem há quanto tempo estavam juntos. 
A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou, por meio de nota, que Rocha estava preso desde fevereiro deste ano. Ele cumpria pena por homicídio, roubo e tráfico de drogas. A pasta também informou que as investigações serão feitas pela Polícia Civil, mas que a direção da unidade instaurou também um procedimento interno para apurar o crime. As visitas não foram suspensas e a rotina da penitenciária segue normalmente. 
A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da capital.
 
Atualizada em 18:33