A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

sábado, 9 de maio de 2015

NOVA RESOLUÇÃO SEDS DISPÕE SOBRE NOMEAÇÃO DE DIRETORES PRISIONAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA SOCIAL RESOLUÇÃO SEDS Nº 1538 DE 08 DE MAIO DE 2015.

Estabelece normas complementares relativas à indicação e nomeação de Diretores para atuação junto às Unidades Prisionais da Secretaria de Estado de Defesa Social.

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE DEFESA SOCIAL, no uso das atribuições que lhe conferem o inciso III, §1º, do artigo 93 da Constituição Estadual; as Leis Delegadas nº 179, de 1º de janeira de 2011 e nº 180, de 20 de janeiro de 2011; Decreto Estadual 46.647 de 11 de novembro de 2014, e, CONSIDERANDO, as funções consultivas e fiscalizatórias do Conselho Penitenciário estabelecidas nas Leis de Execuções Penal Federal e Estadual RESOLVE:

Art. 1º Fica determinado que, previamente à indicação e nomeação de Diretores para as Unidades Prisionais, seja encaminhado ao Conselho Penitenciário o currículo dos candidatos para avaliação e emissão de Parecer, facultando, ainda, ao Conselho, convidar os candidatos para realização de entrevista.

Art. . 2º O Parecer do Conselho Penitenciário será encaminhado ao Secretário de Estado de Defesa Social para deliberação.

Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

Belo Horizonte, 08 de maio de 2015. BERNARDO SANTANA DE VASCONCELLOS Secretário de Estado de Defesa Social.

Agente Félix – MOVIMENTO AGENTE
Dando voz ao sistema prisional!
Diretor é afastado após duas fugas seguidas de presos pelo mesmo túnel
44 presos fugiram em dois dias seguidos de presídio de Marituba, RMB. Sindicância investiga possíveis falhas de procedimento na segurança.
09/05/2015 19h54 - Atualizado em 09/05/2015 19h59
Do G1 PA
O diretor do Presídio Estadual Metropolitano (PEM III), em Marituba, na Grande Belém, foi afastado do cargo depois de duas fugas seguidas em massa. Na última sexta-feira (8), escaparam 33 detentos. Em seguida, na madrugada deste sábado (9), mesmo com a área isolada, outros 11 presos conseguiram fugir.
De acordo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), apenas oito fugitivos foram recapturados. Os presos do bloco A foram vistos circulando no bloco B da unidade prisional neste sábado. Para ter acesso ao bloco B, que havia sido isolado após a descoberta do túnel, os internos do bloco A serraram as barras de proteção das grades. O local de fuga passou por um novo isolamento e já recebe os primeiros reparos na estrutura.
O órgão do Sistema Penitenciário informou ainda que o diretor do PEM III foi afastado do cargo em decorrência das fugas, e que sua Corregedoria vai instaurar uma sindicância para investigar as circunstâncias das ocorrências e as possíveis falhas de procedimento na segurança da unidade prisional e a conivência ou negligência de servidores. A unidade ficará sob intervenção do Núcleo de Administração Penitenciária da Susipe. O Batalhão de Choque permanece na área do presídio para reforçar a segurança.
Fugas constantes
Com as novas 44 fugas em menos de 24h, chega a 214 o número de presos que fugiram das 42 unidades prisionais do Pará apenas este ano. O sistema carcerário do estado possui 8.102 vagas, ocupadas por 12.603 presos, um déficit de 56%. O número de presos provisórios é de 5.800. “Nós temos poucos agentes, estamos com déficit de servidores. O que o estado precisa é daquilo que nós já viemos falando: concurso público imediatamente para melhorar essa questão. A polícia não pode passar semanas e semanas dentro de uma casa penal. O sistema está mal estruturado, nós temos deficiência de mão de obra qualificada dentro dos presídios”, critica Ivanilda Pontes, presidente da Comissão do Sistema Penal da OAB.

VISITA DA AMAF/MG EM IPATINGA



Agente Félix – MOVIMENTO AGENTE
Dando voz ao sistema prisional! 

sexta-feira, 8 de maio de 2015

VC VAI ENTRAR PARA A GERAÇÃO QUE VAI MARCAR HISTÓRIA NO SISTEMA PRISIONAL.

1° SEMINARIO DE DEBATES SOBRE A LEI ORGANICA DA SEDS







Aconteceu ontem (07/05) o primeiro seminário de debates sobre a formulação da nova Lei Orgânica da SEDS a ser enviada em breve para aprovação na ALMG.

Participaram dos debates Agentes Administrativos, Agentes Socio Educativos, Agentes Prisionais, coordenadores e Diretores.

Pontos em destaque das proposta:

1 - Plano de carreira - Agente I, Agente II, Agente III, Agente Classe Especial.

2  - Promoção a cada 8 anos semelhante a PM e a PC.

3 - O cargo de diretor passa a ser cargo de Estado e não de governo, com acesso por concurso publico interno. Todo agente com mais de 10 anos, com curso superior nas disciplinas elencadas na LEP podem concorrer ao cargo.

4 - Com isso a nomeaćão dar-se-a por mérito e nao por indicaçao politica interna ou externa.

5 - Plano de carreira - Diretor I, Diretor II, Diretor III, Diretor Nivel Especial.

6 - Paridade nos vencimentos de ativos e inativos para todos os fins.

7 - Unidades Socio Educaticas só poderao nos mesmos moldes serem dirigidas por agentes socio educativos de carreira.

8 - Cargos de chefia de Agentes administrativos so podem ser ocupados por Agentes Administrativos de carreira.

9 - Interpretação extensiva do Estatuto do Desarmamento para concessao de porte de arma funcional aos Agentes Socio Educativo.

10 - Nomeaçao na data do inicio do curso de formação onde o aspirante ja ingressa para a escola de formação com vinculo com o Estado.

11 - Aposentadoria aos 30 anos no mesmo modelo da PM e PC com promoção ao nivel seguinte.

12 - Um capitulo para tratar somente dos A.A, outro para os ASP e outro para ASE.

13 - Curso de formação de 100 dias em que o agente conclua com sua identidade funcional e TCAF.

Esses foram os pontos debatidos. Faremos reunioes nas sedes das demais RISP para buscar sugestões.

Deputado Cabo Julio
Vice Lider do Governo

1º Dia de trabalho dos novos Diretores dos Presídios Alvorada, PRMOC/MG e Penitenciária de Francisco Sá - 11ª RISP, logo recebem à visita honrosa do Conselho de Criminologia e Política Criminal - Ccpc

O dia 8 de maio de 2015, iniciou um NOVO TEMPO para os trabalhos voltados para uma nova modalidade de GESTÃO, o qual foca à UNIÃO dos AGENTES FORTES DO SISTEMA PRISIONAL & SOCIOEDUCATIVO, da Região NORTE de MG.



DIRETORES DA 11ª RISP:

PRESÍDIO ALVORADA - NEEMIAS MOREIRA (DIRETOR REFERÊNCIA)

PRESÍDIO REGIONAL DE MONTES CLAROS - GILTON COSTA

PENITENCIÁRIA DE FRANCISCO SÁ - CLÁUDIO NASCIMENTO




O que é o Conselho de Criminologia e Política Criminal de Minas Gerais?
O Conselho de Criminologia e Política Criminal de Minas Gerais foi criado em 1994 através da Lei Estadual 11404/94. É formado por 13 conselheiros de saber jurídico notório e é referência em outros estados do país. As principais diretrizes seguem as normas do Conselho Nacional de Criminologia e Política Criminal. As principais funções do CCPC são:
- Formular a política penitenciária do Estado;
- Colaborar na elaboração de plano de desenvolvimento, sugerindo as metas e prioridades das políticas criminal e penitenciária;
- Promover a avaliação periódica do sistema penal para sua adequação às necessidades do Estado;
- Opinar sobre a repartição de créditos na área da política penitenciária;
- Estimular e desenvolver projeto que vise à participação da comunidade na execução da política criminal;
- Representar à autoridade competente, para instauração de sindicância ou procedimento administrativo, visando à apuração de violação da lei penitenciária e à interdição de estabelecimento penal;
- Fiscalizar os estabelecimentos e serviços penitenciários para verificação do fiel cumprimento desta lei e da implantação da reforma penitenciária;
- Elaborar o plano de ação do Conselho e o programa penitenciário estadual.
- Assessorar o Secretário de Estado de Defesa Social

FONTE: AMAF-MG

quinta-feira, 7 de maio de 2015

DIRETORES PRISIONAIS DA 11ª RISP TOMAM POSSE NA CIDADE ADMINISTRATIVA EM BELO HORIZONTE



Parabéns companheiros!

O Sistema Prisional do Norte de Minas está muito bem representado. Muitos desafios surgiram, estamos juntos nessa luta, um das metas prioritárias é a valorização do servidor e a humanização do ambiente de trabalho.

Podem contar conosco, o Deputado Cabo Júlio e o Movimento Agentes Fortes estão a disposição para prestar o apoio que for necessário.


Agente Félix – MOVIMENTO AGENTE

Dando voz ao sistema prisional!


Home » 

Horizontes »

07/05/2015 12:48 - Atualizado em 07/05/2015 12:48

Guardas municipais recusam proposta da PBH e fazem nova assembleia na próxima segunda

Clarissa Carvalhaes
Imprimir


Crédito: Sindibel/Divulgação
guarda municipal

Reunidos desde às 6h30 desta quinta (7) cerca de 600 guardas municipais de Belo Horizonte decidiram por manter a greve que nesta quinta (7) completa três dias. A categoria faz uma nova assembleia na próxima segunda (11), às 14h, na Praça da Estação.
A categoria negocia com a prefeitura a criação de um calendário para conclusão de treinamento e divisão de turmas. Segundo o assessor de imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte, Leonardo Chiabi, as principais reivindicações da categoria são o armamento da Guarda Municipal, a presença de um comandante que não seja militar e a inclusão dos profissionais para a elaboração do Registro de Eventos de Defesa Social (REDS).
A avenida Afonso Pena, que ficou fechada durante toda a manhã desta quinta já foi liberada pelos manifestantes. O trânsito no local flui normalmente.
Confira, na íntegra, o cronograma para treinamento de porte de armas proposto pela prefeitura:
- A contratação da empresa especializada em treinamento já teve início e a previsão de contratação, caso tenhamos sucesso no processo licitatório, deve ocorrer a partir da primeira quinzena de setembro de 2015;
- o efetivo da Guarda será dividido em 24 grupos, dos quais terão 3 turmas de 30 alunos cada, que passarão pelas seguintes fases de treinamento: curso de uso progressivo da força, previsto para o início do mês de outubro de 2015, simultaneamente ao curso de armamento de fogos. Em seguida, avaliações teórica e prática;
- a previsão é a de que as primeiras turmas iniciem o treinamento ainda em outubro de 2015, e estejam aptos para o porte de arma em novembro de 2015. A ideia é a de que todo o efetivo esteja formado ainda em 2016.
- Cabe ressaltar que o cronograma é estimado e deverá ser validado com a empresa contratada. Influi nessa estimativa a capacidade operacional da empresa e disponibilidade do efetivo para o treinamento.
3- A PBH já assegurou os recursos necessários para realização de todo o processo de treinamento para porte de armas dos guardas, assim como fará previsão de recursos nos orçamentos dos próximos anos, para que o treinamento continuado necessário seja garantido;
4- Em relação ao credenciamento dos guardas municipais junto ao sistema para Registro de Evento de Defesa Social (REDS), administrado pela Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS): a superintendente de Integração e Promoção da Qualidade Operacional do Sistema de Defesa Social da SEDS, Roberta Correa Lima Ignácio, entrou em contato com a Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Patrimonial, informando que a demanda será incluída na pauta da próxima reunião do Conselho Gestor de Segurança.
5- Mais uma vez, a PBH reafirma o compromisso da ocupação de cargos em comissão e de comando da Guarda Municipal de Belo Horizonte exclusivamente por guardas municipais, previsto para a primeira quinzena de julho, quando acontecerá o fim do processo interno de seleção da Classe Especial. Vale destacar que a PBH, diante dessa medida, se antecipa ao prazo para o cumprimento dessa regra, que é de até junho de 2016, como estabelece o Estatuto Nacional das Guardas Municipais (Lei Federal 13022/14).


ISONOMIA SALARIA PM X PC

Tenho recebido várias indagações de colegas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros sobre a suposta possibilidade do Governo do Estado conceder um aumento salarial diferenciado ou exclusivo para a Polícia Civil em detrimento das corporações militares.

Em primeiro lugar é preciso reconhecer que a luta por melhores salários é um pleito justo de qualquer servidor.

No entanto é preciso relembrar que em 1997, a greve que culminou com a morte de um colega se iniciou justamente por um aumento diferenciado, e tomou as proporções que todos conhecemos.

Em nenhum momento ouvimos publicamente qualquer compromisso do Governador Fernando Pimentel de conceder aumentos diferenciados a Polícia Civil.

O ultimo aumento salarial concedido as categorias da segurança pública foi capitaneada pelos integrantes da Polícia Militar e alcançou a todos, mesmo tendo sido provocado pelos militares.

Esclarecemos aos colegas que nenhum governante em sã consciência faria uma loucura dessas, conceder um aumento para cerca de 10 mil servidores e desagradar outros 80 mil da mesma área.  E com certeza o Governador não fará isso.

Portanto quero tranqüilizar aos colegas que isso jamais acontecerá. Respeitamos a Policia Civil, mas entendemos que um tratamento salarial diferenciado causaria estragos de proporções incalculáveis e isso certamente colocaria nas ruas do soldado mais novo ao coronel mais antigo, cenário que não agradaria a ninguém.

Todo e qualquer aumento salarial discutido deverá ser extensivo a PM, BM, PC e SEDS.

Deputado CABO JULIO

O QUE PEDIMOS , QUE NAO DEIXEM O PODER SUBIR PARA CABEÇA, COMO MUITOS QUE AJUDOU FUNDAR O SISTEMA E DEPOIS DEIXOU O PODER E A ARROGÂNCIA DOMINAR SUAS MENTES . CARGOS SÃO ESTATUS QUE PASSAM ,MAS AS PESSOA FICAM MARCADAS ,SE FOR UM BOM GESTOR OU UM DITADOR .

PARABÉNS E SUCESSO PARA AS NOVAS DIRETORIAS DO NORTE MINAS

A NOVA DIRETORIA DA 11ª RISP - PUBLICADA HOJE NA IMPRENSA OFICIAL

"Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. 'O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles´''.


DIRETOR GERAL DO PRESÍDIO REGIONAL DE MONTES CLAROS
AGENTE GILTON COSTA

DIRETOR DA PENITENCIÁRIA DE FRANCISCO SÁ
AGENTE CLÁUDIO NASCIMENTO


DIRETOR GERAL DO PRESÍDIO ALVORADA
AGENTE NEEMIAS MOREIRA


Isso ai! Governador cumpre a palavra com o Deputado Cabo Julio e nomeia os 3 diretores gerais do Norte de Minas! Mais uma vitória do movimento agentes fortes! Estamos juntos, parabéns aos nossos diretores e mãos à obra!

QUEM CALA CONSENTE ,MANDE SUGESTÕES PARA FORMULAÇÃO DA LEI ORGÂNICA

 O Dp cabo Júlio vai enviar  a lei orgânica  da classe para ser  votada ,agora é   a hora  de  darmos  idéias para  formulação  da lei ,mande sugestões  para nosso e-mail ou cale -se para sempre .   Antes  essa  lei seria formulada sem nosso consentimento, mas agora chegou a hora da classe , dar sua opinião , para a  formulação da  lei mais importante  do sistema prisional. Diga que é  indicação  do blog  alfa papa.

O secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana, disse nesta quarta-feira, (06.05), que estranha as manifestações de estupefação relativas à crise do sistema prisional de Minas Gerais que têm sido veiculadas pela mídia nos últimos dois dias. Santana lembrou que no último dia 10 de abril concedeu uma entrevista coletiva para apresentar à sociedade, com total transparência, todos os números que revelam a gravidade da situação.

“Mostramos que a crise do sistema prisional é fruto de décadas de omissão e falta de planejamento. Frisei que o atual governo não fugirá à responsabilidade de resolver o problema, a despeito do caos, também herdado de administrações passadas, nas finanças públicas do Estado”, disse o secretário.

Santana ponderou, contudo, que, mesmo se o Estado estivesse numa condição de recursos infinitos, o tempo da engenharia seria empecilho instransponível para gerar, em quatro meses, as vagas necessárias para dar conta do enorme deficit, de aproximadamente 26 mil lugares, encontrado pelo governo atual e do crescimento inédito da população carcerária registrado em 2015.

“Como secretário e como cidadão digo que é inadmissível se mandar para a rua homicidas, estupradores, grandes traficantes, assaltantes violentos. Se jamais acolheria essas pessoas na minha casa, não posso considerar a possibilidade de que esses criminosos ameacem as casas das famílias mineiras. Mas não é razoável, como aconteceu nas últimas semanas, que um mendigo que furtou um ovo de páscoa e um jovem que surfava no teto de um ônibus tenham sido mandados para o sistema prisional.”

Apenas nas duas últimas semanas, de 25 de abril para cá, entraram nos presídios administrados pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) na Região Metropolitana de Belo Horizonte 476 pessoas por cometimento de crimes leves. Também na RMBH, constata-se que cerca de 3 mil presos recolhidos atualmente nos presídios da Suapi deram entrada no sistema por crimes leves.

Diante desses números, Bernardo Santana observou que o papel do Executivo no enfrentamento da crise do sistema prisional é gerar vagas suficientes, zelar por condições adequadas de custódia e ressocialização e também pela salubridade e segurança do trabalho dos agentes de segurança penitenciários. Portanto, segundo ele, é preciso que todos atores da sociedade envolvidos na questão deem a contribuição que lhes cabe em cada caso.

O secretário ressaltou que, ao contrário do que se diz ter ocorrido no governo passado, a atual administração jamais dará orientação a quem quer que seja para que se diminuam as prisões. Mas ponderou que o sistema prisional não pode ser um lugar onde se amontoam pessoas indistintamente, de modo a impedir qualquer política séria de ressocialização.

O panorama atual aponta para isso. A população carcerária de Minas Gerais teve aumento líquido de 3.336 detentos em 2015, considerando o fechamento da última semana de abril, o que dá uma média de 834 presos adicionais por mês. Esse ritmo projeta mais de 10 mil presos a mais no sistema no ano, o que corresponderia à soma dos acréscimos observados em 2014 e em 2015. Isso sem contar que parte do crescimento em 2013 e em 2014 refere-se à assunção, pela Suapi, de presos que eram custodiados pela Polícia Civil.

Bernardo Santana assegura que medidas emergenciais serão tomadas brevemente para gerar vagas, especialmente por meio da assunção de carceragens da Polícia Civil, reativação de cadeias mediante reformas e adaptação de prédios públicos ociosos. Em sequência, o esforço da SEDS se concentrará na retomada de obras de presídios paralisadas no governo passado por falta de pagamento. Mas a solução duradoura para o sistema prisional se dará, segundo o secretário, com planejamento e execução de novas obras com todo o zelo e a eficiência que se espera de quem trata com os negócios públicos.

Read more at http://blogdocabojulio.blogspot.com/2015/05/crise-no-sistema-prisional-sera.html#Ci8YXhLpJ28yLqSw.99
Polícia pede ajuda contra ‘caos’

Em documento ao qual O TEMPO teve acesso, delegada relata situação à beira do ‘insustentável’

  • 02
    Abarrotadas. Na terça-feira, delegacias atingiram o número de 60 presos, segundo a Polícia Civil
  • 01
    Policiais do Gate, da capital, foram até a cidade para retirar o artefato
  1. 1
  2. 2
PUBLICADO EM 07/05/15 - 03h00
Alarmada diante da situação caótica que delegacias da capital têm enfrentado devido à crise do sistema prisional em Minas Gerais, a Polícia Civil (PC) solicitou à Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) providências urgentes no remanejamento de presos. Em ofício encaminhado nesta terça à Seds, ao qual O TEMPO teve acesso, a delegada Rosilene Alves de Souza, coordenadora do Núcleo de Gestão Prisional da PC, informa que a situação está chegando “à raia do insustentável”, e pede soluções. Em nota, porém, o secretário de Defesa Social, Bernardo Santana, diz “estranhar” o assombro com relação à crise.

No documento, a delegada ressalta a “caótica conjuntura, recentemente agravada” com a interdição do Ceresp Gameleira e com a impossibilidade de se mandarem presos para o presídio Bicas I e alerta que “já se avizinha situação com reflexos que sabidamente ensejarão dissabores à administração”.

Rosilene ressalta que “não há mais condições de perdurar a crise ora vivenciada”, informando que havia, nesta terça, 60 presos “abarrotados” em delegacias. Como resposta ao pedido, a Seds providenciou 35 vagas, sendo 15 para o Presídio São Joaquim de Bicas II – que tem 1.027 presos acima da capacidade – e 20 para a Penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves – com 610 detentos a mais do que suporta o limite.

A Seds não explicou os motivos da escolha dessas unidades nem o que acontecerá com os 25 presos que possam ainda estar aguardando vagas nas delegacias.

Segundo a Seds, 2015 registrou um crescimento inédito da população carcerária: houve aumento líquido de 3.336 detentos, uma média de 834 a mais por mês. Somente nas duas últimas semanas, entraram, na região metropolitana, 476 presos por crimes “leves”.

Ressaltando que é “inadmissível mandar para a rua homicidas, estupradores, grandes traficantes e assaltantes violentos”, o secretário Santana afirmou que a atual administração “jamais dará orientação para que se diminuam as prisões”, mas afirmou que o sistema prisional não pode ser um lugar onde “se amontoam pessoas indistintamente”.

De acordo com o secretário, medidas emergenciais para gerar vagas serão tomadas “brevemente”. Conforme O TEMPO mostrou nesta quarta, algumas são reativação de cadeias e adaptação de prédios públicos. A Seds também retomará obras paralisadas de presídios. Mas, segundo Santana, “a solução duradoura se dará com planejamento e execução de novas obras”.

Longo prazo
Lotação.
 Segundo a Seds, o ritmo de crescimento da população carcerária projeta 10 mil presos a mais no ano. Mesmo com recursos, não haveria tempo para gerar as 26 mil vagas necessárias.
Faltam policiais, viaturas e estrutura na Deoesp

Uma das principais unidades de repressão ao crime organizado, a Divisão Especializada de Operações Especiais da Polícia Civil (Deoesp) está com déficit de pessoal e viaturas, além de problemas estruturais.

As carências foram constatadas em visita da Comissão de Segurança Pública da Assembleia. Segundo o presidente da comissão, Sargento Rodrigues (PDT), a unidade, que atua em sequestros, grandes roubos e ocorrências com reféns, tem 130 policiais civis, mas demanda mais 30. Além da necessidade de reformas e de controle do mato que tomou conta do local, seriam necessárias 40 viaturas, mas há só 28.

“Isso prejudica muito o serviço. Essa unidade precisa ter condições de fazer seu trabalho de inteligência”, disse o deputado. Um relatório da visita será encaminhado ao Estado.
Explosivo
Um quarteirão ficou interditado nesta quarta por cerca de uma hora em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, para a retirada de uma banana de dinamite colocada em agência bancária, no bairro São João Batista. Três policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da capital estiveram no local no início da manhã para desarmar o artefato, que não explodiu. Dois caixas eletrônicos foram danificados, e ninguém ficou ferido

pós 0800 até 08/05

A Secretaria Nacional de Segurança Pública tem a grata satisfação de informar a realização do Curso de Pós-graduação lato sensu, nível Especialização, em Segurança Pública e Cidadania, ofertado no âmbito da Rede Nacional de altos Estudos em Segurança Pública - Renaesp, em parceria com a Universidade Federal de Roraima - UFRR.

De abrangência nacional, nossa política governamental objetiva fomentar o senso crítico e incentivar a continuidade da formação educacional entre os profissionais de segurança pública dos entes federados através de Instituições de Ensino Superior executoras dos cursos de especialização.

O edital para a seleção de discentes foi publicado em 27/4/2015 e as inscrições poderão ser realizadas até o dia 08/5/2015.

Maiores informações podem ser obtidas através do sítio da Universidade:

http://ufrr.br/index.php/noticias/1713-ufrr-promove-seletivo-para-especializacao-em-seguranca-publica

http://ufrr.br/nupepa/

____________________________________________________

A Secretaria Nacional de Segurança Pública tem a grata satisfação de informar a realização do Curso de Pós-graduação lato sensu, nível Especialização, em Segurança Viária Urbana: problemas estruturais, desafios e alternativas gerenciais nacional, regional e local, ofertado no âmbito da Rede Nacional de altos Estudos em Segurança Pública - Renaesp, em parceria com a Universidade Federal de Tocantins - UFT.

De abrangência nacional, nossa política governamental objetiva fomentar o senso crítico e incentivar a continuidade da formação educacional entre os profissionais de segurança pública dos entes federados através de Instituições de Ensino Superior executoras dos cursos de especialização.

O edital para a seleção de discentes foi publicado em 28/4/2015 e as inscrições poderão ser realizadas até o dia 27/5/2015.

Maiores informações podem ser obtidas através do sítio da Universidade:

http://download.uft.edu.br/?d=f2f3369d-d661-48a3-aabc-bd1a349cef05;1.0:Edital%20n%C2%BA%20001_2015%20-%20Nupev%20-%20Sele%C3%A7%C3%A3o%202015.pdf

____________________________________________________

A Secretaria Nacional de Segurança Pública tem a grata satisfação de informar a realização do Curso de Pós-graduação lato sensu, nível Especialização, em Criminologia e Segurança Pública, ofertado no âmbito da Rede Nacional de altos Estudos em Segurança Pública - Renaesp, em parceria com a Universidade Federal de Goiás - UFG.

De abrangência nacional, nossa política governamental objetiva fomentar o senso crítico e incentivar a continuidade da formação educacional entre os profissionais de segurança pública dos entes federados através de Instituições de Ensino Superior executoras dos cursos de especialização.

O edital para a seleção de discentes foi publicado em 17/4/2015 e as inscrições poderão ser realizadas até o dia 22/5/2015.

Maiores informações podem ser obtidas através do sítio da Universidade:

http://www.direito.ufg.br/n/80309-aviso-de-edital-n-02-2015-curso-de-especializacao-em-criminologia-e-seguranca-publica-inscricoes-e-demais-informacoes

____________________________________________________

A Secretaria Nacional de Segurança Pública tem a grata satisfação de informar a realização do Curso de Pós-graduação lato sensu, nível Especialização, em Políticas de Segurança Pública e Direitos Humanos, ofertado no âmbito da Rede Nacional de altos Estudos em Segurança Pública - Renaesp, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT.

De abrangência nacional, nossa política governamental objetiva fomentar o senso crítico e incentivar a continuidade da formação educacional entre os profissionais de segurança pública dos entes federados através de Instituições de Ensino Superior executoras dos cursos de especialização.

O edital para a seleção de discentes foi publicado em 4/5/2015 e as inscrições poderão ser realizadas até o dia 29/5/2015.

Maiores informações podem ser obtidas através do sítio da Universidade:

http://www.ufmt.br/ufmt/site/userfiles/agenda/b422eae10f99b2e33b752c99e4389258.pdf
 


Essa é uma mensagem automática. Por favor, não responda a esse e-mail. 

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Só faltou ter concurso interno , vamos opinar ,envie seu pedido para O Deputado colocar concurso interno , faça sua parte !

PARA VALORIZAR A CARREIRA, CABO JULIO APRESENTA PROJETO QUE DETERMINA QUE SÓ AGENTES DE CARREIRA PODEM ASSUMIR CARGO DE DIRETOR GERAL   

PROJETO DE LEI Nº ____/2015

Dispõe sobre o Cargo de Diretor Geral das Unidades do Sistema Prisional, Penal e Socioeducativo.

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais decreta:

Art. 1°. Serão ocupados exclusivamente por servidores de carreira, os cargos de Diretor-Geral de unidades prisionais, penais, cadeias públicas e unidades socioeducativas da Secretaria de Estado de Defesa Social.

Art. 2º. O ocupante do cargo de Diretor Geral de estabelecimento deverá satisfazer os seguintes requisitos:

I - ser portador de diploma de nível superior de Direito, ou Psicologia, ou Ciências Sociais, ou Pedagogia, ou Serviços Sociais ou Gestão Pública;

II - possuir experiência administrativa na área;

III - ter idoneidade moral e reconhecida aptidão para o desempenho da função.

Parágrafo único. O diretor deverá residir no estabelecimento, ou nas proximidades, e dedicará tempo integral à sua função.

Art.3º. O Diretor de estabelecimento socioeducativa será preenchido exclusivamente por servidores de carreira da área socioeducativa da Secretaria de Estado de Defesa Social.

Art 4º. O Diretor de estabelecimento prisional será ocupado exclusivamente por agente da área prisional da Secretaria de Estado de Defesa Social.

Parágrafo Único: Enquadram-se para fins desta lei os estabelecimentos de prisão provisória, as cadeias públicas, casas de albergado, penitenciária, presídios e unidade de cumprimento de medida de segurança.

Art 5º - Revogam-se as disposições em contrário.

Art 6º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

Sala das Reuniões, …. de maio 2015.

Deputado Cabo Júlio
Vice-líder do Governo

JUSTIFICATIVA

A lei 7.210/84, a lei de execução penal – LEP, em seu art. 75, define critérios objetivos para nomeação para os cargos de diretores de estabelecimentos penais.

O Sistema de Defesa Social era composto no passado quase totalitariamente por servidores contratados, modelo de caráter excepcional, para suprir a falta de servidores aprovados através de concurso publico.

Atualmente o sistema de defesa social vem substituindo estes servidores através de concurso público, regra constitucional prevista no art. 37 da CF/88 que determina que o ingresso no serviço público dar-se-á através de concurso público de provas e títulos.

Não se justifica então o Estado de Minas Gerais substituir os servidores sem vínculo direto com a Administração Pública por servidores de carreira e ao mesmo tempo permitir que seus gestores continuem sendo “estranhos ao sistema”, dando a entender que entre os quase 10 mil servidores concursados, muitos deles com curso de especialização, pós-graduação e mestrado, não exista servidor competente para esta direção.

Ademais, a proposta em tela visa prestigiar esta carreira do serviço público que durante muitos anos foi renegada ao descaso estatal.

Por analogia não se admite que comandantes de frações policiais militares e de polícia civil sejam contratados, como se admitir que diretores de presídios o sejam?

terça-feira, 5 de maio de 2015

Atenção alfa papas se passar em vossa cidade procurem que ele vai ouvir vcs !!

Amigos, segue minhas datas de viagem e a disposição dos colegas:

Quinta 07/05 - Governador Valadares, Passagem de Comando da PM as 0hs e palestra sobre lei orgânica da SEDS as 19hs na APMN.

Dia 08 - sexta - Januaria as 17hs, inauguração de obras na Policia Rodoviária Estadual.

Dia 09 sabado - Cafe da manha em Pouso Alegre Centro Social de Cabos e Soldados.

Deputado Cabo Julio

Resposta da ouvidora do Ministério da justiça , porque consta em seu sit que fazemos parte dos quadros da polícia civil !

Prezado(a) Cidad�o(a). Em resposta � sua manifesta��o junto a esta Ouvidoria-Geral, informamos que a Unidade Setorial se pronunciou conforme segue. Caso discorde da resposta ou a perceba insuficiente ao seu crit�rio, queira por gentileza manifestar nova solicita��o valendo-se, inclusive, de novas informa��es e documentos sobre o assunto. Ainda, caso considere necess�rio, entre em contato pelo telefone (55-61) 2025-7999, tendo em m�os o n�mero do protocolo de abertura

Resposta referente ao acionamento de protocolo n�mero: 109530


Sua Mensagem
Ol� sou agente penitenci�rio, vi no sit Do Mj que fazemos parte da policia civil ,gostaria d saber em qual lei vcs basearam ou se  de fato fazemos,  porque n�s estados n�o somo agentes penitenci�rio do quadro da pol�cia c�vil, e s� agente penitenci�rio. Esse informa��es est� no site do Mj 👮👮👮

Resposta da Ouvidoria
Prezado Senhor Jean, Agradecemos o contato com a Ouvidoria MJ. O cargo de Agente de Seguran�a Penitenci�rio, no Estado de Minas Gerais, est�, de fato, ligado � Secretaria de Estado de Defesa Social, nos termos da Lei n� 14.695/2003 e da Lei Delegada n� 180/2011 (informa��o do site http://www.almg.gov.br/consulte/legislacao/). Cada estado brasileiro tem liberdade para estruturar seu quadro de servidores p�blicos na forma e no modelo que julgar mais adequado. A Uni�o n�o pode, pelo Minist�rio da Justi�a, interferir nisso. O site desse Minist�rio apenas apresenta a descri��o de cargos, cujas atribui��es est�o relacionadas � seguran�a p�blica, de forma geral, incluindo os agentes penitenci�rios e suas fun��es. Atenciosamente, Ouvidoria do Minist�rio da Justi�a.

Avalie a sua resposta no link:
Avaliar Resposta

Atenciosamente,

Ouvidoria -Geral


MENSAGEM AUTOMÁTICA: Não responda à esta mensagem.
Se desejar entrar em contato, acesse novamente o sistema.


Ou seja:  depende de cada estado , temos que mobilizar ,pois depende  de lei específica. .Por isso Pernabuco e Acre   os alfa papa são   do quadro da pc ,porque lutaram, .

 

Horizontes »

05/05/2015 12:11 - Atualizado em 05/05/2015 12:11

Guarda Municipal de BH entra em greve a partir desta terça-feira

Hoje em Dia
Imprimir



Servidores da Guarda Municipal de Belo Horizonte decidiram, em assembleia, entrar em greve a partir desta terça-feira (5), por tempo indeterminado. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel), o estopim que gerou a paralisação seria a demora da Prefeitura de BH para agilizar o treinamento e armamento da categoria.

Os trabalhadores se reuniram nesta manhã na Praça da Estação e deliberaram a favor da greve. Em seguida, cerca de 600 guardas marcharam dali até a sede da Guarda Municipal, localizada na avenida dos Andradas.

Além do armamento da guarda e um comandante que não seja militar, que também está na pauta, a categoria reinvindica a autorização para fazer o Registro de Eventos de Defesa Social (REDS). O sistema permite o registro dos Boletins de Ocorrência de todos os órgãos de Defesa Social do Estado de Minas Gerais. Atualmente, o guarda municipal necessita acionar a Polícia Militar (PM) quando se depara com um crime.

Sistema Prisional mineiro agora conta com o Núcleo de Escolta Hospitalar incluindo a cpppp em Ribeirão das Neves

Dr. Marcelo Costa Secretário Adjunto de Administração Prisional A Região Metropolitana de Belo Horizonte ganhou nesta quinta-...