Liga CASP .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Se não tem controle de remédio ,como anda as remissões as transferências ,ou seja só a ponta das denúncias .


Conforme publicação no IOF do dia 26/09/2015 foi feito a abertura de PORTARIA/CORREGEDORIA/SUAPI/SAD NR 026 como Sindicância Administrativa Disciplinar apurar a suposta venda de medicamentos e a e ainda a abertura de PORTARIA/CORREGEDORIA/SUAPI/SA NR 019 como Sindicância Administrativa para apurar suposta irregularidade no Setor de Transporte do Complexo Penitenciário Nelson Hungria em Contagem na grande BH.
A Subsecretaria de Administração Prisional vem recebendo denuncias e investigando já alguns meses o sumiço de quase 2.000 comprimidos de medicamentos controlados da farmácia do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH.

Os funcionários foram os quais deram falta dos remédios e acionaram a administração.
Em nota, a Seds (Secretaria de Defesa Social) confirma o caso e aponta que sumiram "100 comprimidos de Clonazepam e cerca de 1.800 de Diclofenaco de Sódio". Um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Militar e a "direção-geral abriu um Procedimento Interno para apurar o caso".
Estes medicamentos são indicados como sedativos e anti-inflamatório, respectivamente.
Foi Citado na apuração da CORREGEDORIA da data do dia 23/09/2015 agora, como envolvido o prestador de serviço na função de Agente de Segurança Penitenciário A.M.C MASP NR 1.295452-5.
Já alguns meses funcionários do Complexo Penitenciario vem fazendo denuncias e pedindo socorro das atitudes tomadas por conta da Direção dessa Unidade Prisional. Comportamentos anormais, onde esse Diretor odeia os Agentes de Carreira, pois era cobrado de suas atitudes ilícitas e que estava sendo denunciado pelos Agentes de carreira, sendo assim o mesmo agia com retaliações com os Agentes de Efetivos.
Colocando os Agentes Prestadores de Serviço na Função de Agentes Penitenciários nos cargos comissionados e de confiança, como no Serviço de Inteligência, pois esses não podem fazer nada.
Agentes la ainda denunciam vendas de celas, superfaturamento de notas fiscais e fraude em marmitas, relatam em todos o Esquema.

Sistema Prisional de Minas Gerais mere