A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

domingo, 23 de agosto de 2015

Preso mata esposa durante visita íntima

Eles estavam em uma cela na penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves

Diferenças. Arquitetura da penitenciária José Maria Alkimin foi objeto de análise de pesquisa da UFMG
Crime aconteceu na tarde deste sábado, 22.
PUBLICADO EM 22/08/15 - 17h54
A jovem Lorraine Rodrigues Neves, de 25 anos, foi assassinada pelo marido enquanto fazia uma visita intima para ele na tarde de hoje. O homem está preso na penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte e já tem passagens por homicídio, tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de armas. 

De acordo com a Polícia Militar o casal estava sozinho em uma cela isolada para a visita íntima, que tem um tempo marcado para terminar. Ao fim da visita, um agente penitenciário foi até o local e encontrou a mulher morta. O preso Washington Mendes da Rocha, de 30 anos, estava comendo uma refeição tranquilamente,  e a mulher já sem vida ao lado. Ainda segundo a PM ele confessou ter cometido o crime, mas não explicou seus motivos. 
A vítima foi encontrada por um agente penitenciário por volta de 15h30 e já estava sem vida. Como se tratava de uma cela separada, Rocha conseguiu agredir a mulher sem ser impedido por nenhum agente penitenciário. Ela tinha sinais de agressões, ferimentos na cabeça e morreu ao ser estrangulada pelo marido. Ele usou a fiação elétrica do local para cometer o crime. 
Um dos policiais que recebeu a ocorrência e preferiu não ser identificado informou que nunca havia presenciado um crime desse tipo. "A gente vê casos de mortes entre presos, mas nunca vi ninguém matar alguém da família dentro da cadeia", revelou o militar. A vítima é natural de Contagem, também na região metropolitana de Belo Horizonte e a polícia não soube informar se eles tinham filhos e nem há quanto tempo estavam juntos. 
A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou, por meio de nota, que Rocha estava preso desde fevereiro deste ano. Ele cumpria pena por homicídio, roubo e tráfico de drogas. A pasta também informou que as investigações serão feitas pela Polícia Civil, mas que a direção da unidade instaurou também um procedimento interno para apurar o crime. As visitas não foram suspensas e a rotina da penitenciária segue normalmente. 
A perícia da Polícia Civil esteve no local e o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da capital.
 
Atualizada em 18:33