A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

sábado, 9 de março de 2013


IPATINGA - JORNALISTA ASSASSINADO ESCREVIA LIVRO QUE INDICAVA CRIMES-EXECUÇÕES POR PM'S E PC'S


Jornalista é assassinado após denunciar execuções - *Rodrigo Neto era repórter em Ipatinga (MG) e apurava ações de policiais* O Globo Publicado:8/03/13 - 22h30 Atualizado:8/03/13 - 22h35 [image: Jornalista assassinado em Minas Gerais, Rodrigo Neto Foto: Arquivo pessoal] Jornalista assassinado em Minas Gerais, Rodrigo Neto Arquivo pessoal *RIO - O jornalista Rodrigo Neto, conhecido por denunciar crimes praticados por grupos de extermínio no Vale do Aço, leste de Minas, foi assassinado a tiros, na madrugada de nesta sexta-feira, em Ipatinga (a 223 quilômetros de Belo Ho... mais »

Identidade funcional do guarda prisional de Portugal


VALE E PENA LER DE NOVO
 
 
O Primeiro exemplo é de Portugal:
 
Em Portugal os Serviços Prisionais integram uma força de segurança, o órgão gestor é chamado de o Corpo da Guarda Prisional, que assegura a vigilância e a segurança dos estabelecimentos prisionais e das outras instalações da DGSP. A Guarda Prisional é, ainda, encarregue do transporte e guarda de reclusos, da custódia de detidos fora dos estabelecimentos prisionais e da recaptura de reclusos. Os agentes penitenciários são denominados guardas prisionais.
A Guarda Prisional inclui mais de 4000 efectivos, que constituem cerca de 2/3 do pessoal da DGSP. Como órgão superior existe o Conselho Superior da Guarda Prisional, presidido pelo director-geral dos Serviços Prisionais, que se destina dar pareceres e a pronunciar-se sob o funcionamento do Corpo.
Em cada instalação dos Serviços Prisionais existe um efectivo da Guarda Prisional, chefiado por um chefe (nos serviços centrais, EP centrais e EP especiais) ou por um subchefe ou guarda principal (nos EP regionais). Nos estabelecimentos prisionais, os chefes da Guarda Prisional estão subordinados ao, respectivo, director.
O Corpo da Guarda Prisional integra, ainda, uma unidade especial, o Grupo de Intervenção e Segurança Prisional (GISP), responsável pela prevenção e repressão de distúrbios graves no interior dos EP, escolta a reclusos perigosos ou de alto risco, remoções de reclusos a longas distâncias e transporte e protecção do director-geral dos Serviços Prisionais. O GISP inclui unidades táticas, designadas "esquadrões de intervenção e segurança.

Sede da Federação Egípcia de Futebol é incendiada por torcedores

Clube de polícia também foi alvo de torcida do Al-Ahly no Cairo.
Ataque ocorreu após pena de morte para envolvidos em tragédia de 2012

Por Do G1, com agências internacionais São Paulo

A sede da Federação Egípcia de Futebol e parte de um clube da polícia foram incendiados por torcedores do clube Al-Ahly na manhã deste sábado no Cairo, logo após a confirmação da sentença de morte para 21 acusados de uma tragédia que deixou 74 pessoas mortas em 1º de fevereiro do ano passado.
egito cairo revolta (Foto: AP)Federação Egípcia de Futebol é incendiada por torcedores (Foto: AP)
Os bombeiros tentaram apagar as chamas que se propagavam pelo edifício da federação de futebol, localizado no mesmo bairro que o clube da polícia. Dois helicópteros do Exército também foram usados ​​para combater o fogo.
Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas nos protestos, segundo informou um funcionário do Ministério da Saúde egípcio à agência estatal de notícias Mena.
egito cairo revolta (Foto: AFP)Torcedores ficaram revoltados com a sentença
dada aos torcedores egípcios (Foto: AFP)
Mais cedo, o juiz Abdel-Maguid Sobhi da Corte egípcia anunciou, ao vivo pela televisão, o veredito para 52 réus acusados no processo – ao todo, 73 pessoas foram julgadas, e 21 foram condenadas à morte em janeiro. Agora, cinco réus pegaram prisão perpétua, nove (incluindo um major-general e um coronel) ficarão 15 anos reclusos, seis pegaram 10 anos, dois foram condenados a 5 anos e um a 12 meses. Entre os absolvidos, estão sete oficiais da polícia suspeitos de atos violentos. Os advogados dos acusados poderão recorrer da decisão judicial.
Em janeiro, o anúncio da setença dos 21 torcedores pela Justiça egípcia gerou uma onda de protestos e outros óbitos. Cerca de 40 pessoas morreram em confrontos com as forças de segurança do país, a maioria baleada.
Como esperado, a decisão do tribunal não conseguiu acalmar as tensões sobre o caso, que assumiu características políticas em um momento em que todo o Egito está mergulhado em uma turbulência política, com piora da economia e crescente oposição às regras do presidente islâmico Mohammed Morsi.
saiba mais
Na expectativa de novas ondas de violência, as autoridades do país reforçaram a segurança próximo ao Ministério do Interior, que está no comando das forças policiais. A polícia foi enviada às ruas ao redor do complexo, no centro do Cairo.
Em Port Said, cidade localizada no Mediterrâneo, ao fim do Canal de Suez, e foi alvo da tragédia em 2012, esteve em rebelião aberta durante semanas contra o presidente islâmico. Centenas de pessoas, muitas delas parentes dos réus, se reuniram em frente aos escritórios do governo local para desabafar a raiva. Elas gritavam palavras de ordem contra o governo Morsi e os vereditos aos torcedores.
O tumulto na cidade começou em 25 de janeiro, quando centenas de milhares de pessoas em todo o país lembraram o segundo ano do início da revolta que derrubou o regime do ex-presidente Hosni Mubarak.
Durante os confrontos entre a polícia e manifestantes na semana passada, que incluiu bombas de gás lacrimogêneo, oito pessoas foram mortas em Port Said. Na sexta-feira (8), a polícia local entregou o controle de segurança da cidade ao Exército.
egito cairo revolta (Foto: AP)Prédio da Federação Egípcia em chamas (Foto: AP)

Entenda o caso
A tragédia aconteceu durante um jogo entre os times Al-Masry e Al-Ahly no estádio de Port Said. Quase no fim da partida, quando o Al Masry, mandante do jogo, vencia por 3 x 1, torcedores do Al-Ahly abriram cartazes com ofensas ao Al-Masry, e um deles entrou no campo com uma barra de ferro.
A torcida do Al-Masry reagiu invadindo o gramado e agredindo os atletas do Al-Ahly, e depois voltaram às arquibancadas para bater em torcedores rivais. Segundo testemunhas, a maioria das mortes foi de pessoas pisoteadas pela multidão ou que caíram das arquibancadas.



Tribunal egípcio confirma pena de morte para 21 torcedores de futebol

Eles provocaram tumulto que levou à morte mais de 70 pessoas.
Tribunal também condenou outras cinco pessoas à prisão perpétua



Um tribunal do Egito confirmou neste sábado as sentenças de morte a 21 torcedores de futebol envolvidos em um tumulto em um estádio em Port Said no ano passado, que levou à morte mais de 70 pessoas.
Em uma decisão ao vivo na TV, o tribunal também condenou mais cinco pessoas à prisão perpétua por envolvimento no motim, de acordo com a Reuters.
Em janeiro a Justiça já havia anunciado a sentença de morte dos torcedores, o que gerou uma onda de protestos e outras mortes – cerca de quarenta pessoas morreram em confrontos com as forças de segurança egípcias.
egito confusão estádio (Foto: Reuters)Policiais tentam conter torcedores durante a confusão em fevereiro de 2012  (Foto: Reuters)
Tumulto
O caso aconteceu em fevereiro de 2012 durante um jogo entre o Al Masry e o Al Ahli. Quase ao final da partida, quando o Al Masry, mandante do jogo, vencia por 3 x 1, torcedores do Al Ahli abriram cartazes ofendendo Port Said, e um deles entrou no campo com uma barra de ferro.
A torcida do Al Masry reagiu invadindo o gramado e agredindo os atletas do Al Ahli, e depois voltaram às arquibancadas para bater em torcedores rivais. A maioria das mortes foi de pessoas pisoteadas pela multidão ou que caíram das arquibancadas, segundo testemunhas.
egito confusão estádio (Foto: Reuters)Mais de 70 pessoas morreram por causa da briga no estádio no Egito (Foto: Reuters)

sexta-feira, 8 de março de 2013

Dilma dá um fora em Major Fábio e diz que não prometeu piso para policiais: `PEC 300 é inconstitucional´




Quem conhece a presidente Dilma Roussef (PT) de perto sabe que ela nunca foi de levar desaforo pra casa. Inadivertido, o Major Fábio (Democratas), que acompanhou praticamente toda visita da petista na Paraíba, quis colocar a presidente à prova.
E, no almoço na casa dos Ribeiro, se aproximou da presidente Dilma e foi logo falando com aquela voz de oficial do exército: “A senhora prometeu na campanha instituir o piso nacional dos policiais”.
Dilma não contou até dez e respondeu em tom ríspido: “O senhor está enganado. Eu não prometi nada disso. Eu sei muito bem o que prometi e que não prometi. A PEC 300 é inconstitucional e eu não faria nada sem antes conversar com os governadores”. O Major engoliu seco. Dilma procurou outro interlocutor. 
http://www.paraiba.com.br/2013/03/05/12350-dilma-da-um-fora-em-major-fabio-e-diz-que-nao-prometeu-piso-para-policiais-pec-300-e-inconstitucional

PARABÉNS A TODAS MULHERES DO NOSSO BRASIL EM ESPECIAL
 NOSSAS MULHERES DE FARDA


 

 
Bem aventurada a mulher que cuida do próprio perfil interior e exterior, porque a harmonia da pessoa faz mais bela a convivência humana. 

Bem aventurada a mulher que, ao lado do homem, exercita a própria insubstituível responsabilidade na família, na sociedade, na história e no universo inteiro. Bem aventurada a mulher chamada a transmitir e a guardar a vida de maneira humilde e grande. 

Bem aventurada quando nela e ao redor dela acolhe faz crescer e protege a vida. 
Bem aventurada a mulher que põe a inteligência, a sensibilidade e a cultura a serviço dela, onde ela venha a ser diminuída ou deturpada. 
Bem aventurada a mulher que se empenha em promover um mundo mais justo e mais humano. 
Bem aventurada a mulher que, em seu caminho, encontra Cristo: escuta-O, acolhe-O, segue-O, como tantas mulheres do evangelho, e se deixa iluminar por Ele na opção de vida. Bem aventurada a mulher que, dia após dia, com pequenos gestos, com palavras e atenções que nascem do coração, traça sendas de esperança para a humanidade.
 


 
Desejos de um Ótimo Dia Internacional da Mulher do 
Blog Agente Penitenciário de Minas Gerais



Goleiro Bruno é condenado a 22 anos e três meses por mandar matar Eliza; Dayanne é absolvida





Marcelo Albert/ TJMG
Bruno chora após o anúncio da condenação - Marcelo Albert/ TJMG
Bruno Fernandes chora após o anúncio de sua condenação

Dois anos e nove meses após a trama que resultou na execução da modelo Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza, de 28 anos, foi condenado como mandante do assassinato de sua ex-amante a  22 anos e três meses de prisão. Os jurados condenaram o atleta por todos os crimes pelos quais foi indiciado. Da pena ao qual foi sentenciado, o jogador já cumpriu dois anos e nove meses.
Sua ex-mulher Dayanne Rodrigues, de 25 anos, denunciada por sequestro e cárcere privado do filho que o atleta teve com Eliza, no entanto, foi absolvida das acusações, por quatros votos a três. No entendimento dos jurados, ela ficou com a criança por coação.
 
O resultado da sentença que definiu o destino de Bruno saiu na madrugada desta sexta-feira (8), após quatro dias de julgamento. A juíza Marixa Fabiane Lopes, do Fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem, na região Metropolitana de Belo Horizonte, determinou a pena de 20 anos pelo homicídio, mas por ter apontado "Bola" como executor do crime, recebeu uma redução de três anos. Porém, um agravante aumentou a condenação em seis meses, totalizando 17 anos e seis meses em regime fechado pelo crime de assassinato. Também vai cumprir pena de 3 anos e três meses por sequestro e cárcere privado, além de 1 ano e seis meses por ocultação de cadáver, ambas em regime aberto. Ele não poderá recorrer da sentença em liberdade.
 
O advogado Lúcio Adolfo, que representa o jogador, informou que irá recorrer da sentença já nesta sexta-feira. Ele contou que o atleta não esboçou reação ao saber da condenação.
 
Do Fórum de Contagem, o atleta seguiu algemado e escoltado para a Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, no mesmo município, onde já cumpre pena desde 2010. A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que Bruno deverá permanecer detido no complexo.
 
Confissão e delação
 
O julgamento do ex-goleiro do Flamengo e do Atlético foi marcado pela confissão do atleta na quarta-feira (6), que confirmou, pela primeira vez, que Eliza Samudio foi assassinada. Além disso, ele surpreendeu ao contar que o executor da vítima foi o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o "Bola". 
 
Mesmo entrando em contradição por diversas vezes, Bruno contou com detalhes que Eliza Samudio foi esquartejada e teve seus restos mortais jogados para os cães do ex-policial. Ele não chegou a confessar que foi o mandante do crime, mas informou que "sabia e imaginava" que Eliza seria morta.
 
Em seu depoimento, ele assumiu que se beneficiou da morte de sua ex-amante e confessou que poderia até ter evitado que ocorresse. "Não sabia, não mandei, mas aceitei", disse. Também jogou a responsabilidade do crime para cima de seu amigo e braço direito Luiz Henrique Romão, o "Macarrão".
 
Para o Ministério Público (MP), o jogador arquitetou a morte de Eliza para não ter de reconhecer o filho que teve com ela e nem pagar pensão alimentícia. O corpo da ex-amante do atleta, assassinada no dia 10 de junho de 2010, nunca foi encontrado. Além da ex-modelo, o MP sustenta que o goleiro tinha a intenção de matar Bruninho, o que não aconteceu por recusa de "Bola".
 
Julgamento
 
Apontado pelo goleiro Bruno como o assassino de Eliza Samudio, "Bola" irá sentar no banco dos réus para responder sobre o crime no dia 22 de abril deste ano. O julgamento será no mesmo Fórum de Contagem, também presidido pela juíza Marixa Fabiane Lopes. O ex-policial foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver. 
 
Além dele, ainda serão julgados o ex-caseiro do sítio de Bruno, Elenilson Vítor da Silva, e o motorista do atleta, Wemerson Marques de Souza, o "Coxinha". Os réus respondem por sequestro e cárcere privado e vão a júri popular em 15 de maio.
 
Condenação
 
Luiz Henrique Ferreira Romão, o "Macarrão", e Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada do goleiro Bruno, já foram julgados e condenados em novembro de 2012. "Macarrão" foi sentenciado a 12 anos em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima) e mais três anos em regime aberto por sequestro e cárcere privado. Ele foi absolvido da acusação de ocultação de cadáver. 
 
Já Fernanda vai responder por dois crimes: de sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio e de seu filho, Bruninho, com pena de 2 e 3 anos respectivamente, ambas em regime aberto.

IRMÃO DE AGENTE SOME.



O NOME DO ASP É ALISSON FERREIRA DOS ANJOS


Meus Amigos, estou desesperado com o desaparecimento do meu irmão Jackson Ferreira dos Anjos mais conhecido com Mil. Ele não voltou para casa depois de um show na madrugada de sexta para sábado (Na Serraria Souza Pinto). Não temos nenhuma noticia, seu celular encontra-se desligado. Ele estava de carro (Gol G5 placa HKO 3168). Por favor se souberem de alguma coisa entre em contato.
Amigos, estou desesperada com o desaparecimento do meu namorado Jackson Ferreira dos Anjos mais conhecido com Mil. Ele não voltou para casa depois de um show na madrugada de sexta para sábado. Não temos nenhuma noticia, seu celular encontra-se desligado. Ele estava de carro (Gol G5 placa HKO 3168). Por favor se souberem de alguma coisa entre em contato.


O VEICULO FOI ENCONTRADO INTACTO, E ONTEM ACHARAM UM CORPO NO RIO ARRUDAS, POREM EM AVANÇADO ESTADO DE DECOMPOSIÇÃO E NÃO PODE SER FEITO O RECONHECIMENTO A OLHO NU, POREM OS FAMILIARES ACREDITAM QUE NÃO SEJA ELE


DESDE JÁ VALEU PELA FORÇA!

ENVIADO POR GUILHERME FAGUNDES
 FONTE BLOG DO CORLEONE 

MULHER Um aroma suave exalou das mãos do Criador, quando seus olhos contemplaram a solidão do homem no Jardim! Foi assim: o Senhor desenhou o ser gracioso, meigo e forte, que Sua imaginação perfeita produziu. Um novo milagre: fez-se carne, fez-se bela, fez-se amor, fez-se na verdade como Ele quer! O homem colheu a flor, beijou-a, com ternura, chamando-a, simplesmente, Mulher! Ivone Boechat


quinta-feira, 7 de março de 2013

Agentes penitenciários roubam a cena na 7ª Marcha da Classe Trabalhadora em Brasília


Os agentes penitenciários juntamente com a FENASPEN roubaram a cena, nesta quarta-feira (06/03), na 7ª Marcha da Classe Trabalhadora e Movimentos Sociais em Brasília com um enorme painel confeccionado e patrocinado pelo Rio de Janeiro cheio de corpos esquartejados com muito sangue, bandeiras e camisas pretas e máscaras de caveiras, mostrando para a sociedade a triste realidade dos trabalhadores dos cárceres Brasil a fora e o descaso das autoridades que se mantêm em condição de OMISSÃO ASSASSINA para com nossas vidas.
O objetivo da manifestação no geral foi ampliar as negociações com o governo federal, o cumprimento das históricas reivindicações da classe trabalhadora, seguindo com as bandeiras de lutas: o fim do fator previdenciário, a regulamentação da Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a instituição da jornada de trabalho de 40 horas, a ratificação da Convenção 158 da OIT - que inibe a demissão imotivada, o investimento de 10% do PIB na educação, a valorização dos trabalhadores aposentados e pensionistas, entre outras reivindicações. 
“Para nós, agentes penitenciários do Brasil a manifestação teve um objetivo mais profundo, pois só queremos ter o direito de salvar nossas vidas e de nossos familiares, tendo as mínimas condições necessárias para sobrevivência. O veto do nosso porte de arma da presidente Dilma nos deixou desamparados, mas a luta continua e agora com muito mais garra, pois a PEC 308/04 nos trará maiores condições diante das covardias que sofremos diariamente. Não podemos nos calar, e vamos lutar até o fim, chamando a atenção da sociedade e das autoridades para tamanho descaso com nossa família penitenciária,” exclama o presidente Francisco Rodrigues.
Aproximadamente 50 mil pessoas marcharam desde o Estádio Mané Garrincha, percorrendo todo o Eixo Monumental Sul até chegar ao Congresso Nacional. Após toda essa caminhada fechamos com chave de ouro com a presidente do Sindicato do RN e diretora da FENASPEN, Vilma da Silva, que subiu do trio elétrico para discursar sobre nossa manifestação e revolta com o veto do porte de arma e a luta da PEC 308/04. (vídeo em breve).
Queremos agradecer grandemente aos companheiros de Minas Gerais que mais uma vez se fizeram presentes com caravana, e aos demais líderes dos outros estados que se juntaram a nós. Entendendo que só com a união iremos chegar ao nosso objetivo final.
AGORA VAMOS PARA O I FÓRUM DO RIO GRANDE DO NORTE (Aguardem informações completas).
JUNTOS SOMOS FORTES!




Henrique CorleoneCURSINHO ONLINE GRÁTIS - UNAPE VALE A PENA SER AGENTE




Vi em uma comunidade uma pessoa dizendo que não entendia como pessoal que passou no concurso estava feliz por causa de ter passado no concurso. É muito provável que ele não tenha feito esta pergunta mal intencionado. Mas eu respondi abaixo e decidi transcrever aqui
-
-

Hoje eu tenho vários amigos que fazem curso superior, formam e saem para o mercado pra ganhar 1.000, 1.500 ou 2.000, isto é chamado de teoria do ACHATAMENTO DO SALÁRIO. Para quem ainda se exige o ensino médio, é um salário invejável, sem contar os benefícios, 120 por mês de adicional desempenho, 65 de progressão na carreira, fora o que se recebe durante o ano chamado de prêmio produtividade, ou seja, uma espécie de 14º salário, isto sem falar que a escala é de 40 horas semanais. Fora as outras beneces, sair mais cedo para a faculdade por 1h e trinta minutos antes de acabar o expediente. No final de 5 anos ainda você tem as férias prêmio, fica 3 meses na Europa e mais um no Brasil de férias regulamentar, se sentir saudades da Europa e conseguir um bico lá, pega licença sem vencimento. Temos que ser honestos, hoje pela atual realidade é muito bom, claro, pode ser melhor.
-
-
existe a possibilidade de fazer curso superior e conseguir chegar ao ultimo grau de promoção.
-

Existem dois fatores ocorrendo hoje. 1 A VALORIZAÇÃO DA NOSSA CARREIRA E OS BENEFÍCIOS CONFORME A REMUNERAÇÃO DA MAIS-VALIA, DO ESFORÇO EMPREGADO PELO TRABLAHADOR PRA EXECUTAR A FUNÇÃO. NÃO É JUSTO, SE OLHAR PELO QUE DIZ UM SOCIOLOGO ESTUDADO QUE ENTENDE DE SOCIEDADE E MEIOS DE PRODUÇÃO. 1 A megamassa de pessoas qualificadas que estão desempregadas por que mesmo com a economia boa, o capitalismo no brasil consegue criar um sistema onde O SINDICATO É CORRUPTO e os trabalhadores não conseguem negociar as melhores condições de trablaho como na europa, falta também cultura por parte dos trabalhadores, união e tal, isto na área privada, talvez na área públcia tmbm, porém, a ESTABILIDADE QUE ALGUÉM DA ÁREA PRIVADA TINHA ANTES, TRABALHAVA 10 ANOS E TINHA ESTABILIDADE NA ÁREA PRIVADA, NÃO tem mais, portanto, enfraqueceu o trabalhador privado, portanto, foi-se a época que fiat e outras pagavam salários astronômicos, infelizmetne esta não é mais a realidade..........

Presos cavam túnel para fuga no Presídio Floramar em Divinópolis, MG


Um dos envolvidos contou o plano a um agente penitenciário.

Nenhum preso conseguiu fugir.

Anna Lúcia SilvaDo G1 Triângulo Mineiro
Comente agora
Detentos fugiram do presídio Floramar em Divinópolis (Foto: Christyam de Lima/ Divulgação)Detentos cavaram túnel no presídio Floramar em
Divinópolis (Foto: Christyam de Lima/ Divulgação)
A Polícia Civil de Divinópolis , no Centro-Oeste, investiga uma tentativa de fuga através de um túnel construído por detentos do Presídio Floramar, nesta terça-feira (5). De acordo com a Polícia Militar (PM), o buraco  começava no chão do banheiro de uma cela e terminava do lado de fora da unidade. Um dos envolvidos contou o plano a um agente penitenciário.
A obra seria concluída durante a madrugada de hoje, segundo a polícia. Nenhum dos 20 presos do alojamento fugiu. A direção do presídio informou que depois do ocorrido eles foram trocados de cela.
Segundo o diretor da casa, Weslley Sérgio Oliveira, os agentes chamaram reforços quando encontraram o buraco que dava acesso aos fundos da cela 15 no pavilhão um. Ainda de acordo com a PM, o túnel começou a ser cavado no sábado (2). A fuga estava prevista para a madrugada desta quarta-feira (6). Durante a escavação alguns presos ficaram feridos nas costas e foram encaminhados para a enfermaria do próprio local.
Floramar
Em nota, a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) informou que um inquérito  foi instaurado para apurar o caso internamente.

Delegado é demitido por ministro da Justiça após e-mail com 'golpe da pirâmide'

Publicação: 07/03/2013 09:00 Atualização:

O Ministério da Justiça decidiu exonerar o delegado Luiz Carlos de Carvalho Cruz, diretor de Operações da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge), após receber informações de que ele teria enviado a dezenas de autoridades federais um e-mail propondo adesão ao chamado golpe da pirâmide. O gabinete do ministro José Eduardo Cardozo avalia agora a abertura de um processo disciplinar contra o policial, n.º 2 na secretaria.

Na mensagem, que partiu de sua caixa pessoal às 15h09 de 26 de fevereiro, ele convida os colegas de distintivo a ganhar dinheiro “fácil” e “lícito” por meio do esquema, enquadrado nas delegacias de todo o País como estelionato. Tradicional na praça o golpe da pirâmide consiste no recrutamento progressivo de pessoas para um programa de investimentos, iniciado por um pequeno grupo. O dinheiro aplicado pelos que chegam por último serve para remunerar os primeiros.

O sistema, porém, é insustentável, pois, em determinado momento, o número de participantes é tão grande que não há quem os compense. Na prática, só lucram os que entram no esquema originalmente e, em geral, bolam o golpe.

Com o título “Oportunidade imediata”, o e-mail diz ser possível ganhar “bem mais de R$ 300 mil” com um investimento de apenas R$ 12. Em primeira pessoa e assinado pelo diretor, o texto diz que, para isso, basta convencer mais gente a fazer o mesmo.

Depósito. “Meus amigos, recebi o e-mail abaixo e resolvi pagar para ver. Fiz uma análise do sistema. É a famosa pirâmide, mas com a diferença de que o depósito cai direto na sua conta corrente. E, para dar certo, você só precisa convencer mais pessoas a entrar e investir os doze reais”, teria escrito o delegado,

Procurado pela reportagem na semana passada, Cruz negou ter enviado a mensagem e alegou ser “vítima” do esquema. O Ministério da Justiça negou que a exoneração tenha relação com o e-mail. No entanto, fontes da pasta informaram que, após ser informado do fato, Cardozo considerou a presença do delegado insustentável.

Cabo da Polícia Militar é assassinado por assaltante em posto de combustível em Betim

Cidadão MilitaremBlog do Anastácio - Há 12 minutos
*A polícia está à procura do autor dos disparos que mataram um cabo do 33º Batalhão da Polícia Militar (PM) na noite de quarta-feira em um posto de combustíveis do Bairro Jardim das Alterosas, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o major Emerson Gomes, subcomandante do batalhão, o cabo Ednaldo Muniz Barbosa, de 40 anos, estava a caminho do trabalho, por volta das 20h30, quando parou no posto que fica na Rua Campos de Ourique para abastecer o veículo.* * Na frente, estava um carro com pelo menos três ocupantes, sendo um homem, uma mulher e uma criança... mais »

quarta-feira, 6 de março de 2013

A pedido do Sindasp-SP e do Movimento Viva Brasil, deputado Rogério Peninha insere agentes penitenciários no PL de porte de armas.




 


Depois de uma reunião realizada em 22/02/2013, entre o Sindasp-SP e o presidente do “Movimento Viva Brasil”, Bene Barbosa, em São Paulo, os agentes de segurança penitenciária (ASP) foram inseridos no Projeto de Lei 3722/2012 (anexo acima), que disciplina as normas sobre aquisição, posse, porte e circulação de armas de fogo e munições.

O pedido foi feito pelas instituições junto ao autor do PL, o deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB/SC), que atendeu prontamente a solicitação do Sindasp-SP e do Viva Brasil. Atualmente o PL está na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN). O Relator do projeto é o deputado Claudio Cajado (DEM-BA).

A alteração ocorreu no artigo 25, parágrafo 3º, que destaca no novo texto: “Policiais civis, policiais militares, bombeiros militares, guardas ferroviários, guardas portuários, agentes e guardas prisionais estaduais, bem assim os integrantes das demais forças atuantes na segurança pública são autorizados ao porte de arma de fogo em todo o território nacional, mediante procedimento definido pelos governos estaduais, devendo prever a comprovação da capacidade técnica e aptidão psicológica, conforme disposto no art. 30 desta lei”.

Via telefone, o presidente do “Viva Brasil” disse à reportagem do Sindasp-SP que, com a inclusão da categoria no projeto, os agentes passarão a possuir o mesmo porte das Polícias Militar e Civil.


Procuradoria da Câmara

vai monitorar vídeos na

internet contra parlamentares




Encarregada de defender a imagem da Casa e dos deputados federais, a Procuradoria da Câmara quer controlar a internet para tirar do ar vídeos e comentários que desagradam aos parlamentares. O órgão jurídico da Câmara recebe pelo menos duas reclamações por mês sobre textos de blogs e vídeos postados em sites, que são considerados ofensivos ou caluniosos contra os deputados. Foram cerca de 30 reclamações desde janeiro de 2012, de acordo com a assessoria da Câmara. A maior parte é relativa a conteúdo publicado no portal Blogger e no site de vídeos Youtube, duas das maiores marcas pertencentes ao Google.

“Uma coisa é a boa informação, outra coisa é a informação incorreta. Ninguém pode publicar algo ofensivo, errado, inverídico. Quando isso acontece, temos que levar a questão à frente e, lamentavelmente, muitas vezes chegar aos tribunais”, afirma o novo procurador-geral da Câmara, o deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), há uma semana no cargo. Ele garante que tentará uma aproximação cordial com a empresa, para evitar desgastes para ambos os lados. “Tentarei manter um relacionamento cortês, seja com o Google ou com qualquer outro meio de comunicação”, afirma.

Caso Bruno – Bruno conta que corpo de Eliza foi esquartejado

Caso Bruno - Bruno conta que corpo de Eliza foi esquartejado
Caso Bruno – Bruno conta que corpo de Eliza foi esquartejado

“Jorge diz que Macarrão havia ajudado a matar Eliza”, disse Bruno chorando. O atleta contou que na sexta-feira Eliza se despediu e disse que iria embora. Ela revelou que precisava ir até São Paulo resolver assuntos pessoais. Bruno contou que a moça foi levada, com Bruninho por Jorge e Macarrão.
Eles teriam voltado a noite. Jorge estava com o rosto bastante assustado, porém Macarrão estava mais calmo. O ex braço direito disse que havia resolvido o problema. Bruno disse ter ficado desesperado e entregou a criança para Dayanne.
Jorge teria contado para Bruno como Eliza foi morta. Conforme o réu, eles foram até o Mineirão e seguiram um cara em uma moto. Lá, Neném cheirou a mão da mulher e perguntou se ela usava drogas, depois ele deu uma gravata nela e Macarrão chutou suas pernas. O atleta contou isso bastante emocionado. Ainda de acordo com ele, o corpo foi esquartejado. Neném foi até um porão e pegou um saco preto e colocou os restos e perguntou se alguém queria ver, Jorge teria dito que não.
O atleta afirmou que Macarrão não confirmou o que Jorge disse. Macarrão teria falado que Jorge estava louco.


Minas Gerais começa a implantar a partir desta quinta-feira (07), tornozeleiras eletrônicas em homens enquadrados na Lei Maria da Penha

AdministradoremBlog da Renata - Há 4 horas
* * * * *Fonte: O Tempo* Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, Minas Gerais dá um passo importante e inédito no país contra a violência doméstica. O objetivo é monitorar de maneira amis eficaz e impedir a aproximação entre suspeitos e vítimas. A resolução conjunta que regulamenta o Programa de Monitoração Eletrônica de agressores será assinada nesta quinta-feira, às 14h, na Central de Recepção de Flagrantes (Ceflag), pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Militar e Polícia Civi... mais »


'Rotina do sistema prisional está




normal', diz diretor do Deap de SC


Operação Presença percorreu todo o estado de Santa Catarina. 
Cerca de 300 agentes participaram da ação em 49 unidades.

Do G1 SC

Operação percorreu 49 unidades prisionais em SC (Foto: James Tavares / SECOM)Operação percorreu 49 unidades prisionais em SC (Foto: James Tavares/Divulgação)
Cerca de 300 agentes penitenciários catarinenses visitaram as 49 unidades prisionais deSanta Catarina durante três dias, durante da Operação Presença. A ação iniciou na sexta-feira (1) e foi coordenada pelo Departamento de Administração prisional (Deap). Homens da Força Nacional, Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Estadual e Federal auxiliaram durante a operação. Segundo o diretor do Deap, Leandro Lima, a rotina do sistema prisional está normal.
A iniciativa está relacionada a segunda onda de atentados em Santa Catarina, que começou na noite de 30 de janeiro e até as 9h50 deste domingo (3) a Polícia Militar confirmou 114 ataques. Veículos foram incendiados e foram disparados tiros e jogados coquetéis-molotovs contra prédios públicos em 37 municípios. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a suspeita é que as ordens sejam comandadas por uma facção criminosa e partam de dentro dos presídios.
O trabalho na Operação Presença iniciou na quinta-feira (28), quando o grupo visitou a Penitenciária de São Pedro de Alcântara, que abriga 1,2 mil presos, a maioria considerada de alta periculosidade. Bilhetes, cartas e seis facas artesanais foram apreendidas durante pelos agentes.
Operação envolveu 300 agentes penitenciários (Foto: James Tavares / SECOM)Operação envolveu 300 agentes penitenciários
(Foto: James Tavares / SECOM)
Segundo Lima apenas em duas unidades foram registrados incidentes. Em Chapecó, no Oeste, dois detentos se recusaram a retornar para a cela após o banho de sol por alguns momentos. Em Jaraguá do Sul, no Norte, outro preso foi agredido pelo colega de cela, mas recebeu atendimento médico e passa bem.
De acordo com o diretor do Deap, o objetivo da operação foi cumprido. “A operação foi um sucesso, pois em todas as unidades vistoriadas não foram registradas ocorrências graves. Nossas equipes percorreram em média 700 quilômetros por dia. A rotina do sistema está normal”, disse o diretor do Deap, Leandro Lima.