A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Diário oficial de São Paulo divulga a luta do SINDASP pela aprovação da PEC 308/04 com a vinda da policia penitenciaria italiana — com

Bandidos tentam libertar preso da PC; 3 são detidos em Timóteo


Bandidos tentam libertar preso da PC; 3 são detidos em Timóteo

A prisão de três indivíduos envolvidos, por tráfico ilegal de drogas quase terminou em confusão em Timóteo. Após as prisões, outros envolvidos nas atividades ilícitas tentaram impedir a ação da polícia. Mesmo assim, os três envolvidos foram capturados, presos e levados para a delegacia de Timóteo.
 
Após uma denúncia anônima, a Polícia Civil de Timóteo se dirigiu ao pátio do Posto Acesita, em Timóteo. Lá, um indivíduo chamado Wanderson de Araújo (32) cabeleireiro que atende pelo alcunha de “Bíbia”, teria repassado drogas para um outro indivíduo, de cor morena, Blauny Yalostonemax Moreira Ferraz (19).

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

AGRADECEMOS ;AQUELES QUE ORARAM POR NOSSO COMBATENTE. A ORAÇÃO DO JUSTO VALE MUITO EM SEUS EFEITOS .



SENHOR SUPREMO E IMPLACÁVEL,OLHAI POR NÓS

 COMBATENTES..


O AGENTE FEITO REFEN SAIU  SÃO E SALVO 
Agente penitenciário (à esq.) foi o primeiro refém a sair. A professora (ao fundo) saiu em seguida (Seds/Divulgação)






SENHOR DOS EXéRCITOs DOS QUERUBINS E DOS ARCANJOS, QUE ESTÁS NOS CÉUS, GUARDAI NOSSAS FAMÍLIAS, POIS VAMOS 
MANTER PRESOS AQUELES QUE ATROCIDAM AS FAMÍLIAS DOS OUTROS. 
SENHOR ! A BR QUE NOS LIGA À UNIDADE DE COMBATE É SOMBRIA,FRIA E CHEIA 
DE ABISMOS.  LIVRAI OS NOSSOS PÉS DA QUEDA,OS NOSSOS OLHOS DAS 
LÁGRIMAS E A NOSSA ALMA DA MORTE. NÃO NOS DEIXE COMETER OS CRIMES DO 
CÓDIGO PENAL E QUE NENHUMA ARMA FORJADA NO INFERNO PREVALEÇA 
CONTRA NÓS..


   ESPÍRITO SANTO MOSTRE-NOS O OCULTO  NO NOSSO QG, PARA QUE NÃO HAJA 
FUGA,MOTIM NEM REBELIÃO, MAS SE HOUVER  ,AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA E DA MORTE,NÃO TEMEREI MAL ALGUM,TEMOS O GIT,O CANIL,O 
GETAPE E OS AGENTES DO PAVILHÃO E DA MURALHA MAS O SENHOR É O NOSSO 
COMANDANTE,O COPE E A PM ESTARIAM A CAMINHO. 
   AFASTA DA NOSSA
SECRETARIA TODO ESPÍRITO DE OPRESSÃO E TODO FOGO AMIGO DO NOSSO MEIO. 
  A UNIÃO SENHOR! SERÁ NOSSA ARMA DE GUERRA,UMA CASA DIVIDIDA CONTRA SI
MESMA, NÃO FICARÁ DE PÉ .  SENHOR! USA O MP, A POLICIA FEDERAL,A SEDS E A ALMG PARA QUE ABRA CONCURSO,POIS ESTAMOS COMO OVELHAS JOGADAS NO 
MEIO DE LOBOS. SE FOR PRECISO MATAR PARA MANTER A ORDEM,PERDOAI-
NOS.OS COVARDES NÃO HERDARÃO O REINO DOS CÉUS. ABÊNÇOA QUE A PEC 308 
SEJA APROVADA NA CÂMARA E NO SENADO E QUE VENHA A POLÍCIA PENAL,JÁ QUE 
FAZEMOS A FUNÇÃO DE POLÍCIA. ENTÃO SAI O AGEPEN PARA O SEU 
TRABALHO,PARA SUA JORNADA;DE MANHÃ ATÉ À TARDE. ASSIM COMO O AGEPEN  
ANSEIA PELA MANHàMINHA ALMA ANSEIA POR TI SENHOR. AMÉM. 

http://aspmg10.blogspot

ATENÇÃO AGENTES DE SEGURANÇA!!! ATENÇÃO!!! BOA NOTÍCIA PRA TODA A CATEGORIA!!! VAMOS A LUTA!!! Agentes de Segurança Socioeducativo, Agente Prisional Aspmg,Agente Penitenciário Mg, Aageppa Agentes Penitenciários, Policia Penal Pec...


ATENÇÃO AGENTES DE SEGURANÇA!!! ATENÇÃO!!!

BOA NOTÍCIA PRA TODA A CATEGORIA!!! VAMOS A LUTA!!!

Agentes de Segurança Socioeducativo, Agente Prisional Aspmg,Agente Penitenciário MgAageppa Agentes PenitenciáriosPolicia Penal Pec...

...Ver mais
ATENÇÃO AGENTES DE SEGURANÇA!!! ATENÇÃO!!!

BOA NOTÍCIA PRA TODA A CATEGORIA!!! VAMOS A LUTA!!!

Agentes de Segurança Socioeducativos, Agente Prisional AspmgAgente Penitenciário MgAageppa Agentes PenitenciáriosPolicia Penal Pec...

Não sei se já é do conhecimento de todos vocês... mas vou compartilhar a informação...

Sabemos o quanto somos desrespeitados pelo Governo de Minas Gerais. Não recebemos o adicional de periculosidade, que é garantido por lei pra todos os que trabalham em unidades prisionais. Os funcionários administrativos recebem, e nós não. Uma total incoerência e descaso com os PROFISSIONAIS DA SEGURANÇA. Os Agentes que trabalham a noite não recebem o adicional noturno. Tivemos nosso cartão alimentação SODHEXO cortados pelo Governo, sem ao menos um aviso prévio e justificativa, num total desrespeito com toda a categoria.

ESPERANÇA!!!

Informo a todos vocês, que um colega de farda, Agente de Segurança Socioeducativo do CESEU - CENTRO SOCIOEDUCATIVO DE UBERLÂNDIA, entrou na justiça a 4 anos atrás, reivindicando seus direitos junto ao GOVERNO DE MINAS GERAIS. Muitos duvidaram, inclusive eu, de que ele pudesse ser vitorioso nesta ação judicial.

Nos enganamos!!! Ele ganhou na JUSTIÇA!!! Está recebendo o ADICIONAL DE PERICULOSIDADE, o ADICIONAL NOTURNO e voltou a receber o VALE ALIMENTAÇÃO!!! Está recebendo todos os seus direitos!!!

Estamos informados, de que mais dois AGENTES SOCIOEDUCATIVOS no Estado também ganharam na justiça e já estão recebendo!!!

Eu e a maioria dos AGENTES do CSEU de Uberlândia já entramos com a AÇÃO JUDICIAL... e aguardamos nossa vitória!!! QUEREMOS O QUE NOS É DE DIREITO!!!

Fomos informados pelo Advogado, de que se o SINDICATO da categoria entrar com a ação por toda a categoria, facilita muito a agilidade do processo....

Peço a quem tiver o telefone do SINDICATO DOS AGENTES SOCIOEDUCATIVOS de Belo Horizonte, que me informe por gentileza!!! O mesmo vale pros AGENTES PENITENCIÁRIOS, pois nosso plano de carreira é o mesmo!!!

VAMOS EM BUSCA DE NOSSOS DIREITOS!!! AVANTE IRMÃOS DE FARDA!!!

Vamos compartilhar esta informação com todos os AGENTES do ESTADO DE MINAS GERAIS!!!

Abraços!!!

Agente Edilson
1Curtir ·  · 

Detentos da Nelson Hungria teriam feito sete reféns em rebelião


A rebelião na Nelson Hungria completou 30 horas. Os detentos afirmam que cinco presos seriam informantes da direção da unidade e foram mantidos reféns.

Detentos chegam a acordo e encerram rebelião na Nelson Hungria

Professora e agente mantidos reféns foram liberados após 31 horas
Enzo Menezes, do R7 MG | 22/02/2013 às 15h50

Após 31 horas, termina rebelião na Penitenciária Nelson Hungria


Os dois reféns foram libertados pouco depois das 16h.

A rebelião, no pavilhão 1, começou às 9h desta quinta-feira.

Pedro CunhaDo G1 MG
12 comentários
Terminou às 16h desta sexta-feira (22) a rebelião que envolveu 90 presos na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As duas pessoas que eram mantidas reféns desde as 9h desta quinta-feira (21) deixaram o presídio poucos minutos depois das 16h. A professora e o agente penitenciário passam por atendimento médico. Os presos aceitaram o acordo proposto por um gabinete de crise, com autoridades policiais e do governo, em uma reunião que foi realizada na tarde desta sexta.
Detentos passam por revista após fim da rebelião na Penitenciária Nelson Hungria em Contagem (Foto: Reprodução/TV Globo)Detentos passam por revista após fim da rebelião na Penitenciária Nelson Hungria em Contagem (Foto: Reprodução/TV Globo)
De acordo com a Secretaria de Defesa Social, um dos itens do acordo foi a garantia da integridade física dos rebelados. A secretaria ainda informou que o diretor da penitenciária não será afastado. Esta era uma das exigências da rebelião. Apesar de não ter sido atendida, a Corregedoria garantiu que vai apurar as denúncias de espancamento feita pelos detentos que participaram do motim.
O comitê ainda acordou que nenhum dos rebelados será transferido da unidade. Outro pronto de reivindicação dos detentos, que era sobre a visita de mulheres grávidas foi atendido. Agora, elas voltam a fazer a visita convencional, sem a presença de um agente penitenciário. Antes da rebelião, como as grávidas não podem ser submetidas ao raio-x na revista, elas eram direcionadas a uma sala reservada, e a visita acontecia na presença de um agente.
Segundo a secretaria, os 103 presos do pavilhão 1 estão sendo levados para outros pavilhões para que os danos causados ao prédio 1 sejam reparados. A visita para os presos está mantida normalmente para este fim de semana.
Os 103 presos que estão no pavilhão 1, onde aconteceu a rebelião, ficaram sem luz e sem o fornecimento de alimentos desde esta quinta-feira (21), quando começou o motim, inclusive os dois reféns. O Complexo Penitenciário Nelson Hungira tem capacidade para 1.664 presos, e abriga, atualmente, 1.970, segundo a Suapi. A rebelião foi liderada por Daniel Cipriano, de 29 anos. Ele tem seis condenações, sendo cinco por roubo e uma por homicídio, e cumpre pena na unidade desde agosto de 2011.
Rebelião na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, acabou por volta das 16h (Foto: Reprodução/TV Globo)Rebelião na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, acabou por volta das 16h (Foto: Reprodução/TV Globo)
Integrigade física
As negociações foram retomadas por volta das 10h desta sexta-feira (22). Na chegada, o coronel Antônio Carvalho, do comando do policiamento especializado da Polícia Militar, disse que a integridade dos reféns está preservada. Ele afirmou que nenhuma medida precipitada pode ser tomada se isso colocar em risco a segurança das pessoas mantidas em cárcere pelos detentos. "Estamos focados na integridade física das pessoas que estão lá dentro",  disse.
Neste segundo dia de rebelião, houve sinal de fumaça dentro do pavilhão 1 durante a manhã. Na porta do presídio, um advogado informou que cinco detentos que são a favor da direção atual do presídio também teriam sido tomados como reféns, mas a informação não foi confirmada pela polícia.
No fim da manhã desta sexta-feira (22), integrantes de um gabinete de crise criado para negociar o fim da rebelião informaram que os presos rebelados descumpriram um primeiro acordo de libertação dos dois reféns.
De acordo com as autoridades policiais e do governo, uma ata atesta a negociação, que foi feita nesta quinta-feira (21). O gabinete concordou em atender quatro reivindicações do presos, segundo o subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira: visita convencional para grávidas, sem presença de agente penitenciário; tratamento aos detentos pelos nomes; revisão de penas e garantia de que os rebelados não serão transferidos. Posteriormente os detentos pediram a troca da direção do presídio, o que não foi atendido pelo comitê. "Não deram justificativa para isso", disse Oliveira.
A rebelião alterou a rotina dos presos nos demais pavilhões, onde o banho de sol foi cortado. O comitê de crise informou também que avalia se haverá visitas neste fim de semana.
De acordo com a Seds, 210 policiais militares, 30 agentes penitenciários do Comando de Operações Especiais (Cope), além de autoridades da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) e da Polícia Civil estão envolvidos na ação.
Reivindicações
O subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira, disse que os presos reclamam da demora na autorização de visitas e na proibição da entrada de mulheres grávidas nos pavilhões. Atualmente, as visitas por grávidas são feitas em uma sala especial, com a presença de um agente penitenciário. Os detentos ainda se queixam da direção do presídio, de espancamento e pedem revisão de pena.

Sobre a denúncia dos presos de que eles estariam sofrendo espancamento, Oliveira disse que nunca ouviu nenhuma denúncia deste tipo na unidade, mas que vai apurar. O subsecretário ainda falou que a revista geral em cada cela é feita rotineiramente no presídio. E que está previsto para o fim do ano a instalação de equipamentos de bloqueio de sinal de telefones celulares na unidade.
Goleiro Bruno
No pavilhão 1 estão presos condenados por por crimes como tráfico de drogas, furto e roubo. Este fica ao lado de onde está detido o goleiro Bruno Fernandes, pavilhão 4. Bruno é réu no processo de desaparecimento e morte de Eliza Samudio, ex-amante do atleta. Além de Bruno, está detido pavilhão 7 o amigo dele Luiz Henrique Romão, o Macarrão.
Na noite desta quinta-feira, o promotor do caso Eliza Samudio, Henry Wagner, chegou à penitenciária. Indagado sobre o que iria fazer no local, ele disse: ”vou me interar”.
Começo da rebelião
Durante a manhã, os presos saíram das celas e ocuparam o pátio. Eles queimaram colchões e usaram pedaços de tecidos para tentar escapar do pavilhão pelo telhado. Bombas de efeito moral foram usadas para evitar uma possível fuga, segundo major Sérgio Dourado, da Polícia Militar. Os detentos também usaram o que parece ser roupa de cama para escrever as palavras "opressão" e "sistema" no chão do pátio do pavilhão.
O motim começou quando a professora, que é uma das reféns, dava aula para alguns dos detentos, pelo ensino fundamental, e era escoltada pelo agente, que também está em poder dos rebelados. Ele chegou a ser ameaçado por presos com uma barra de ferro. Segundo o coronel, este foi o momento de maior tensão da rebelião.
A auxiliar de enfermagem Júlia Delfim, que é amiga da professora feita refém, disse que a professora gostava de dar aulas para os presidiários.  A professora teria lhe dito que. em 12 anos de profissão dentro da Nelson Hungria, não houve nenhum registro de confusão entre ela e os detentos.
Rebelião na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (Foto: Reprodução/Globocop/TV Globo Minas)No início da rebelião na Penitenciária Nelson Hungria, presos escreveram "opressão" e "sistema" com o que parecia roupa de cama no pátio do pavilhão 1 (Foto: Reprodução/Globocop/TV Globo Minas)

Saída de diretor vira impasse para fim de rebelião em presídio de Contagem (MG)



Saída de diretor vira impasse para fim de rebelião em presídio de Contagem (MG)

Rayder Bragon
Do UOL, em Contagem (MG)

  • Léo Fontes/O Tempo/Estadão Conteúdo
    Detentos rebelados sobem no telhado da penitenciária de segurança de Contagem (MG)
    Detentos rebelados sobem no telhado da penitenciária de segurança de Contagem (MG)

O AGENTE ALEXANDRE DESABAFA E CLAMA SOCORRO


Rebelião na Penitenciária Nelson Hungria já dura mais de 24 horas

Negociações foram retomadas na unidade por volta das 10h
Márcia Costanti, do R7 MG | 22/02/2013 às 10h03
Publicidade
A rebelião na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH, onde o goleiro Bruno Fernandes está detido, já dura mais de 24 horas. As negociações foram retomadas por volta das 10h, segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social. O contato havia sido suspenso na madrugada de hoje (22) depois que os cerca de 90 rebelados entregaram o rádio que utilizavam para se comunicar e foram dormir.
Duas pessoas continuam sendo mantidas reféns no local. Uma professora que trabalha há 12 anos na escola da unidade e um agente penitenciário. Os detentos afirmaram estar armados e ameaçaram estuprar a professora. Omotim acontece no Pavilhão 1 e começou depois que uma grávida foi impedida de entrar para visitar o marido. Na tarde de ontem (21), os negociadores decidiram cortar água e luz no presídio. Informações iniciais dão conta de que o fornecimento foi reestabelecido, mas a Seds não confirma.

Rebelião na Nelson Hungria

Após 24 horas de rebelião, polícia retoma negociações com presos em Contagem (MG)


Após 24 horas de rebelião, polícia retoma negociações com presos em Contagem (MG)

Do UOL, em São Paulo*
 


TRIBUNAL DE JUSTIÇA - PE CONFERE PORTE DE ARMA PRIVILEGIADO PARA AGENTES PENITENCIÁRIOS AINDA QUE FORA DE SERVIÇO

Professora e agente foram rendidos na sala onde acontecem aulas de ensino regular


Guardas municipais cruzam os braços em BH
22/02/2013 08h48
Avalie esta notícia » 
2
4
6
8
TABATA MARTINS
Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
  • Notícia
  • Comentários(0)
  • Compartilhe
  • Mais notícias
A
A
Parte dos integrantes da Guarda Municipal de Belo Horizonte cruzou os braços e participa de uma manifestação na manhã desta sexta-feira (22). O grupo está reunido em frente à sede da Guarda Municipal, que é localizada na avenida dos Andradas, no centro da capital mineira.
De acordo com o presidente do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado de Minas Gerais (Sindiguardas-MG), Pedro Ivo Bueno, pelo menos 40% do efetivo escalado participa do movimento e a categoria reivindica reajuste salarial, posse de armas, adicional de risco, aumento do vale lanche de R$ 1,50 para R$ 6  e imediata retirada dos militares reformados da Polícia Militar do comando da guarda. “Toda a categoria está totalmente insegura em atuar como guardas municipais, uma vez que, só nos últimos seis meses, já ocorreram mais de 10 atentados contra os guardas na capital mineira”, diz Pedro Ivo Bueno.

Sistema Prisional mineiro agora conta com o Núcleo de Escolta Hospitalar incluindo a cpppp em Ribeirão das Neves

Dr. Marcelo Costa Secretário Adjunto de Administração Prisional A Região Metropolitana de Belo Horizonte ganhou nesta quinta-...