A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

sábado, 22 de outubro de 2011

Pagode em Brasília - Bruna Viola


O ex-Superintendente de Segurança Prisional, Hamilton da Costa Mitre de Andrade recebeu das mãos do governador em exercício a Medalha Santos Dumont (bronze)


Omar Freire/Imprensa MG
SANTOS DUMONT (21/10/11) - O governador em exercício Alberto Pinto Coelho presidiu, nesta sexta-feira (21/10), em Santos Dumont (Zona da Mata), a cerimônia de entrega da Medalha Santos Dumont, Empresários, políticos, secretários de Estado, militares, artistas, professores e pesquisadores que deram sua parcela de contribuição ao crescimento de Minas e do Brasil estão entre as 140 personalidades que o Governo do Estado agraciou neste ano com a medalha. 
14-Bis
A Medalha Santos Dumont foi criada em 1956 pelo presidente Juscelino Kubischeck , para homenagear o cinquentenário do primeiro voo do 14-Bis, realizado por Santos Dumont, em 23 de outubro de 1096, em Paris. O voo, considerado o primeiro com um aparelho mais pesado que o ar, foi registrado pela Federação Aeronáutica Internacional (FIA).
Entre as personalidades agraciadas neste ano está o ex-Superintendente de Segurança Prisional Hamilton da Costa Mitre de Andrade, Bacharel em Direito
Gálatas 6:7
7- Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.



fonte: Agência Minas 

DICAS DE SEGURANÇA RESIDENCIAL - SAIBA COMO SE PREVENIR


O número de furtos a residências vem aumentando a cada dia, por isso resolvi relacionar algumas dicas e observações básicas de segurança que podem contribuir muito com sua prevenção, se seguidas no dia a dia. Antes de relacionar as dicas, quero reforçar que não há investimento que garanta uma segurança 100% nem mesmo a falta deste que impeça que você possa se prevenir. O que buscamos aqui são medidas que garantam uma segurança satisfatória, o que na maioria das vezes, conseguimos alcançar com baixo investimento – quando falamos de segurança residencial e pessoal – e em alguns casos conseguimos este com a simples mudança de comportamento.

A tendência do momento é o furto durante o dia, entre 07h30 e 10h e entre 13h e 16h, horário em que normalmente os moradores estão trabalhando, estudando, ou mesmo em viagem. Para a prática do furto, normalmente, há um planejamento prévio dos bandidos para levantarem informações sobre a rotina dos moradores, como: horário em que normalmente estão ausentes da casa, tipos de bens que poderão encontrar na casa, etc. Mas como se prevenir? A seguir, algumas informações importantes:

● Ao contratar qualquer serviço em sua residência, informe-se com antecedência sobre a idoneidade da empresa ou pessoa que irá prestar o serviço;

● Garanta que alguém acompanhe o serviço, mesmo que este seja apenas na área externa da residência;

● Se o serviço contratado exigir a necessidade de acesso ao interior da residência, por precaução, oculte objetos de valor que possam chamar a atenção;

● Fique atento às construções e reformas próximo a sua residência;

● Ao adquirir um novo bem para sua casa (TV, DVD, SOM, etc.) não deixe a caixa do produto exposta no lixo da rua: corte-a em pedaços pequenos e coloque-os dentro do saco de lixo;

● Fique atento com pessoas estranhas que estejam rondando a vizinhança;

● Na medida do possível, procure manter a campainha desligada ao se ausentar por um período longo de tempo da sua residência;





FONTE  BLOG DA FORÇA TÁTICA
LEIA MAIS »




Para delegado, presas pedirem pizza é 'procedimento quase padrão'.




O delegado Antônio Junqueira Vilela, responsável pela cadeia pública de Santa Adélia, no interior de São Paulo, considerou "procedimento quase padrão" o fato de as detentas pedirem pizza na unidade. Neste sábado (8), nove mulheres presas fugiram durante a entrega das pizzas.
Por volta das 20h15 de sábado, as presas iriam receber a pizza pedida para o jantar. No momento em que a carcereira iria realizar a entrega, as detentas a renderam e roubaram as chaves das celas. A funcionária foi agredida e trancada na cadeia. “As presas já deviam ter programado isso, o caso vai ser apurado”, afirmou Vilela.
Das nove mulheres que fugiram, apenas duas haviam sido recapturadas até a manhã desta segunda-feira (10). Segundo o delegado, todas as celas e portas foram abertas.
As presas da cadeia de Santa Adélia confeccionam tapetes e bordados. “Na quinta-feira, que é dia de visita, os familiares das presas levam os trabalhos que elas fazem e vendem. Depois trazem o dinheiro”, explicou Vilela. “Por isso, sempre alguma tem um dinheiro.”
O delegado explicou que, por conta dessa renda, elas costumam pedir lanches e pizzas. “Elas mandam o dinheiro e o carcereiro entrega pela grade.” No sábado, a funcionária trabalhava sozinha no plantão. No momento da entrega, ela foi rendida.
Questionado sobre uma possível punição às presas, o delegado afirmou que ainda irá decidir a atitude a ser tomada. “Ainda vamos ver que atitude vamos tomar. Esse é um procedimento quase padrão, mas precisamos melhorar. Se houve uma fuga, é porque precisamos melhorar nesse ponto”, disse Vilela.
Lotação
A cadeia possui capacidade para 24 mulheres, mas abrigava 33 antes da fuga. Vilela acredita que este não tenha sido o motivo da fuga, uma vez que não houve rebelião. “Todas as celas foram abertas, se esse fosse o problema, todas poderiam ter ido embora. Mas não foi isso que aconteceu”, disse o delegado.
O caso será investigado pela polícia. As sete presas foragidas são procuradas pelos policiais da cidade. Até as 11h desta segunda, a Secretaria de Segurança Pública ainda não havia se pronunciado sobre o assunto.
Fonte: G1


Sindicalista denuncia agressão de policiais em BH
Líder dos guardas municipais alega que sofre perseguição desde que fez acusações contra o comando da corporação

Publicação: 22/10/2011 06:00 Atualização: 22/10/2011 10:07
Pedro Ivo diz que primeiro houve uma tentativa de intimidá-lo (Moises Silva/EM/D.A Press)
Pedro Ivo diz que primeiro houve uma tentativa de intimidá-lo
O presidente do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado de Minas Gerais (Sindguardas), Pedro Ivo Bueno da Silva, denunciou ontem ter sido espancado e que vem sofrendo perseguição desde que fez acusações contra a cúpula da corporação em Belo Horizonte. Na capital, a Guarda Municipal é comandada por pelo menos 20 policiais militares reformados, que, segundo denúncias, estariam direcionando contratos, empregando parentes e usando escutas clandestinas para monitorar subordinados. As denúncias foram publicadas com exclusividade pelo Estado de Minas, há um mês, e estão sob investigação do Ministério Público estadual.

A agressão, conforme o boletim de ocorrência Ciad/P-20111377219, registrado na 26ª Companhia da Polícia Militar, em Contagem, onde Pedro Ivo mora, teria sido praticada por PMs na portaria da sede da 25ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) na noite de terça-feira. O presidente do sindicato afirma ter sido levado para a Aisp pela própria PM, depois de desentendimento com dois guardas civis em frente à sua residência, no Bairro Eldorado.

Os colegas de corporação foram à casa de Pedro Ivo para tentar entregar documentação sobre processo administrativo ao qual o presidente do Sindguardas responde por utilização de redes sociais na internet e do blog que mantém para incitar colegas a “atos de rebeldia”. Na avaliação de Pedro, tratava-se de uma tentativa de intimidação. “Não foi a primeira vez que mandaram uma viatura para a porta da minha casa”, diz.

Depois de se recusar a receber os documentos, o guarda municipal acionou a PM. Pedro Ivo alegou constrangimento e pediu que fosse feito um boletim de ocorrência. Os policiais, então, conforme o presidente do Sindguardas, decidiram levá-lo para a Aisp. Na chegada houve bate-boca e Pedro Ivo foi algemado. Em seguida, o guarda municipal foi levado ao posto de atendimento médico JK, na cidade, de onde saiu com um colar imobilizador e uma tipoia. Pedro Ivo também apresentava escoriações no rosto.

No mesmo boletim de ocorrência, os policiais militares, liderados pelo cabo Marcelino Rosa da Silva, responsáveis pelo atendimento solicitado por Pedro Ivo, afirmam que, para vencer resistência apresentada pelo presidente do sindicato dos guardas municipais, foram usadas “técnicas policiais de contenção pautadas na utilização progressiva da força”. Os PMs dizem ainda que a decisão de imobilizar o guarda municipal ocorreu depois que Pedro Ivo desacatou ordem de parar uma filmagem que fazia enquanto estava na Aisp. O equipamento foi apreendido.

ApuraçãoO tenente-coronel Alberto Luiz Alves, da assessoria de comunicação da Polícia Militar, afirma que as acusações de agressão feitas pelo presidente do Sindguardas são graves, mas que precisam ser levadas à corregedoria da corporação para que sejam apuradas. “Não pode haver precipitação, achar, no momento, que tudo isso é verdade”, argumenta o militar.

O comandante da guarda municipal , Ricardo Belione, nega que a corporação esteja perseguindo Pedro Ivo. “Perseguição, no nosso conceito, acontece quando temos um flagrante a um criminoso, e não temos nenhum na guarda municipal. No caso do presidente do sindicato, há de se falar em resolução administrativa-disciplinar pelas faltas que vem cometendo”, afirma. Conforme Belione, um dos policiais militares reformados que ocupam a cúpula da guarda municipal, Pedro Ivo tem por hábito ofender superiores, se recusar a prestar serviço onde é requisitado e tentar fazer a própria escala de trabalho
 fonte  estado de MINAS http://www.em.com.br/

Preso contrai meningite dentro de penitenciária em Salvador

  • destacar vídeo
  • espalhe por aí
Dê sua nota: 42 exibições
Outros trezentos homens, que dividem o mesmo pavilhão, estão com medo de contrair a doença. A secretaria de saúde estadual não confirma uma possível epidemia. Alguns funcionários deixaram de trabalhar com medo de contrair meningite.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011


Quinze anos e cinco mortes nas costas
Garota, que seria matadora do tráfico no Morro Vermelho, em Contagem, é apreendida sob a acusação de mais um assassinato
Publicado no Super Notícia em 21/10/2011
Avalie esta notícia » 
2
4
6
8
KARINA ALVES
falesuper@supernoticia.com.br
http://www.otempo.com.br/supernoticia/noticias/?IdNoticia=63515,SUP&IdCanal=2
  • Notícia
  • Comentários(44)
  • Compartilhe
  • Mais notícias
A
A
0
FOTO: ANGELO PETTINATI
Menor foi encaminhada à 6ª Delegacia Seccional de Contagem, de onde foi levada para o juizado

DISQUE GUARDA MUNICIPAL

CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE CRIA NUMERO EXCLUSIVO PARA ACIONAMENTO DE GUARDA MUNICIPAL.

A exemplo de serviços de emergência como os da Policia Militar, Corpo de Bombeiros e Samu, a Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) também poderá oferecer um serviço de atendimento à população por telefone. A criação do Disque Guarda é a proposta do Projeto de Lei 834/09, pronto para ser votado em 2º turno na Câmara de BH. A presença efetiva de, no mínimo, um guarda em grandes praças da cidade também poderá ser obrigatória, conforme prevê o PL 1444/11.
O autor da proposta de criação do Disque Guarda, vereador João Oscar (PRP), questiona a inexistência de um número específico de telefone para contato direto da comunidade com a GMBH. “Se existe, não é divulgado. Se um cidadão presenciar um ato de violência ou vandalismo contra um bem publico, ele não tem como acionar a Guarda Municipal, porque a instituição não tem um numero próprio”, argumenta o parlamentar.

Nestes casos, segundo João Oscar, é comum a Policia Militar ser acionada em 



Presidente do SINDGUARDAS-MG SOFRE ATENTADO










Após denuncias de corrupção no âmbito da Secretaria de Segurança Urbana e Patrimonial, uma ocorrência envolvendo a Guarda m
unicipal de Belo Horizonte( comandada por polic
iais reformados da PM) e Policia militar de Minas Gerais, termina em espancamento e covardia contra o representante de classe dos Guardas Municipais pela segunda vez em menos de três meses.

O caso esta sendo investigado pela Polícia civil para apontar a verdadeira motivação do crime.Mais uma vez a reconstituição da ditadura miliciana se revigora sob as barbas do Prefeito Marcio Lacerda.
Imagens das agressões sofridas na portaria da Prefeitura de Belo Horizonte em manifestação Pacifica.

Leia no Estado de Minas matéria sobre as Denuncias;