A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

BLOG ALFA PAPA MG .A paz, se possível, mas a verdade, a qualquer preço.(Martinho Lutero)

sábado, 24 de setembro de 2011

TV Alterosa | Agente penitenciário dorme em presídio

MUITO ESTRANHO


CONCURSO AGENTE PENITENCIÁRIO MG 2012

by ADMIN on 20/07/2011
O Concurso Agente Penitenciário MG 2012 tem realização prevista para o primeiro semestre de 2012 no Estado de Minas Gerais. O Concurso Agente Penitenciário MG 2012 tem por finalidade preencher vagas nas unidades prisionais do Estado.
Concurso Agente Penitenciário MG 2012O edital para o concurso de Agente Penitenciário deve ser lançado em breve pela Secretária de Estado e Defesa Social – SEDS, que tem urgência em suprir a demanda operacional nas unidades prisionais do Estado.
Com um salário aproximado de R$ 1.776,97, o Agente Penitenciário trabalha 40h semanais em regime de dedicação exclusiva e tem como principais atribuições as de garantira a ordem e a segurança nos estabelecimentos prisionais, desempenhar ações de vigilância interna e externa, realizar operações de escolta armada de presos, revistas em visitantes e familiares em dias de visita, redigir relatórios de comunicações internas, dentre outras.
Os requisitos básicos para quem deseja realizar o concurso de Agente Penitenciário MG 2012 são: ter nível de ensino médio completo (2º grau) estar em dia com as obrigações militares, ter boa conduta social. Os aprovados nos concurso de agente penitenciário 2012 passarão por treinamento ministrado pela SEDS, onde aprenderão sobre Direitos Humanos, primeiros socorros, legislação institucional, direitos e deveres do condenado, Lei de Execução Penal, etc.
Após o curso, os aprovados serão nomeados agentes penitenciários sendo lotados nas unidades prisionais estaduais de Minas Gerais. Para maiores informações sobre o concurso de agente penitenciário MG 2012 os interessado devem consultar o endereço eletrônico

fonte
http://www.sitedeconcursos.org/concurso-agente-penitenciario-mg-2012.html






CONCURSO AGENTE PENITENCIÁRIO FEDERAL 2012
O Concurso para Agente Penitenciário Federal 2012 está prestes ser lançado pelo Depen. Está previsto para o ano de 2012 a realização do concurso para o cargo de Agente Penitenciário Federal. Segundo o Ministério da Justiça, o órgão responsável pela administração prisional federal e pelos presídios federais, Departamento Penitenciário Nacional – Depen, existe urgência em contratar novos agentes penitenciários e, por esse motivo o concurso federal deve acontecer já no primeiro semestre de 2012.
A remuneração atual de um agente penitenciário federal é de R$ 3.254,04 (três mil, duzentos e cinquenta e quatro reais e quatro centavos) referentes ao vencimento básico, acrescido de Gratificação de Desempenho de Atividade de Agente Penitenciário Federal. As principais atribuições do agente penitenciário são: realizar a vigilância interna e externa nas unidades prisionais Federais, realizar escolta armada de presos para audiências, consultas em hospitais, realizar revistas em celas e em qualquer visitante que comparecer nas unidades prisionais, além de cuidar da parte burocrática da instituição.
agente penitenciário federal 2012
Para realizar o concurso de agente penitenciário federal 2012 o candidato deve possuir o ensino superior completo, ter boa conduta social, gozar de boa saúde física e mental, estar em dia com as obrigações militares (ser for do sexo masculino) e eleitorais. Consta como requisito ainda carteira nacional de habilitação em categoria B para direção de veículos automotores.
Os aprovados no concurso agente Penitenciário Federal 2012passarão por um curso de formação por um período de seis meses, que atualmente é de responsabilidade do Ministério da Justiça e ministrado na Academia Nacional de Polícia, sob jurisdição da Polícia Federal.
concurso público dispõe de duas fases, sendo a 1ª composta por 4 etapas, todas elas em caráter eliminatório. São elas: prova objetiva prova de aptidão física, prova de aptidão psicológica e investigação para verificação de antecedentes criminais, também eliminatória.
Durante o curso de formação o candidato recebe remuneração e auxilio médico e dentário, além de fardamento. Para obter mais informações sobre o concurso de agente penitenciário federal 2012, os interessados podem consultar o endereço eletrônico do Ministério da Justiça, o Depen/MJ.
conclui. (Diário do Pará).

Ex-agente fala sobre o cotidiano na Colônia Penal.


Após denúncias amplamente divulgadas pela mídia sobre a adolescente de 14 anos que afirma ter sido violentada durante quatro dias na Colônia Agrícola Heleno Fragoso, em Santa Izabel, ontem à tarde, um ex-agente prisional contou em entrevista exclusiva ao DIÁRIO sobre a experiência traumática provocada pela convivência de quase um ano no complexo penitenciário, até ser exonerado ao adquirir síndrome do pânico, em virtude da pressão psicológica dentro do sistema penal.

Ainda receoso em ser vítima da violência, o ex-servidor pediu para manter a sua identidade preservada. Em 30 de outubro do ano passado, após flagrar um dos internos com cerca de 1,5 kg de maconha prensada no interior de um dos alojamentos, o agente prisional foi agredido a golpes de terçado no interior da Colônia Agrícola Heleno Fragoso.

Os agentes iniciaram a revista solicitando aos internos que permanecessem do lado de fora dos quartos, enquanto vasculhavam o local. “Já na primeira sala, ao suspender o colchão para ver o que tinha embaixo, encontrei a‘barra’ de maconha prensada e outro interno escondido”, disse o ex-funcionário.

Ainda segundo ele, o interno escondido seria o fornecedor da droga e estava foragido há alguns dias do sistema penal e só retornava à Colônia Agrícola para vender entorpecentes aos presos.

“Enquanto saíamos de Heleno Fragoso com o detento, a Kombi que estava eu, o preso, o chefe de segurança e o motorista foi cercada por três presos com terçados em punho, pedindo para que soltassem o ‘irmão’ deles”, relembrou.

Coagidos com a emboscada, o ex-agente contou que um dos detentos efetuou um golpe forte que quebrou um dos vidros laterais do veículo, outra terçadada atingiu a cabeça dele e logo em seguida veio a terceira, desferida próxima da nuca.

TRANSFERÊNCIA ( o agente de segurança é sempre transferido)

Um mês depois, o agente foi transferido para o Centro de Recuperação Feminino (CRF) e, no decorrer dos meses, afastou-se da função por ter adquirido transtornos psicológicos. “A psicóloga diagnosticou um quadro de Síndrome do Pânico e pediu meu afastamento das atividades, fiquei recebendo benefício do INSS. Em abril deste ano, fui exonerado com a justificativa de ter cumprido o período contratual de um ano”, afirmou.

Em relação aos fatos evidenciados atualmente na Colônia Agrícola Heleno Fragoso, o ex-funcionário diz: “todos esses problemas são mais antigos do que se imagina. Os agentes prisionais já vinham denunciando há muito tempo essa ‘liberdade’ que os presos são agraciados na Colônia”.

Após a denúncia da adolescente sobre os abusos sexuais sofridos no interior da área penal, ele revela ainda que conversou com seus colegas de profissão que trabalhavam nas ala
s do anexo penitenciário quando ocorreu o crime. “Eles me contaram que viram em uma das noites, por volta das 18h, seis presos deixando a colônia, como os funcionários não dispõem de armamentos, não impediram a saída dos detentos, apenas comunicaram a fuga no livro de ocorrência do plantão”, contou.

Ainda segundo ele, uma hora depois, os agentes prisionais contaram ter visto os seis internos que fugiram retornando aos alojamentos na companhia de outros dois indivíduos. “Para os colegas de trabalho, a dupla que entrou acompanhada dos presos, eram as meninas que seriam violentadas pelos internos. Provavelmente, elas estavam vestidas com roupas masculinas e boné no cabelo, por isso não perceberam nada. Os agentes permitiram a entrada do bando, com receio de os detentos estarem armados”.

O ex-agente prisional acredita que o alojamento 3, da Colônia
Agrícola Heleno Fragoso, pode ter sido o abrigo usado para praticar os atos de violência sexual. “Lá funciona a ‘boca de fumo’ deles, é a o anexo mais movimentado. Quando os presos recebem o dinheiro de suas atividades agrícolas, eles vão para esse abrigo pagar dívidas com os traficantes e comprar mais entorpecente”, conclui. (Diário do Pará).

QUEM MANDA NA CADEIA??? "PARTE DOIS""

Foto: Agência O Globo


PM abre sindicância para apurar festa realizada POR PRESO em presídio para policiais.

Ex-policial acusado de integrar milícia fez festa para o filho no interior do Batalhão Especial Prisional no ano passado.

Ex-PM conhecido como Carlão realizou festa para o filho dentro da cadeia, segundo jornal carioca
A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira (22) que será aberta uma sindicância para apurar a realização de uma festa de aniversário de um filho de um ex-PM dentro das dependências do BEP (Batalhão Especial Prisional), em Benfica, na zona norte, em setembro do ano passado. Fotos da comemoração foram divulgadas hoje pelo jornal carioca "Extra".

O ex-policial em questão é Carlos Ari Ribeiro, o Carlão, acusado de integrar a milícia conhecida como Liga da Justiça, que teria como chefes os ex-políticos Natalino e Jerônimo Guimarães, atualmente presos.
Carlão fugiu do BEP no último dia 2. O capitão acusado de facilitar a fuga do ex-PM chegou a ser preso, mas ganhou a liberdade provisória na última sexta-feira (16). Ele está afastado das atividades do BEP e responde a inquérito.

De acordo com a PM, o comandante e o subcomandante do BEP da época e oficial de dia que estava de serviço no dia da festa serão convocados para depôr.
Segundo a corporação, a ostentação de joias (Carlão aparece em uma das fotos com um cordão que parecia ser de ouro) "revela uma ousadia e um desacato ao poder constituído. Tal situação é intolerável", diz nota divulgada pela PM.

De acordo com a polícia, confraternizações entre detidos e presos são permitidas pela lei, desde que dentro de protocolos legais e de segurança. Mas a sindicância, diante das imagens, irá verificar se houve do uso de bebidas alcoólicas, o que fere frontalmente a lei, e tal fato pode culminar na prisão de responsáveis.
A sindicância, segundo a PM,  vai apurar também se a festa de aniversário da criança, realizada numa sexta-feira, ocorreu com conhecimento e consentimento do comandante e do subcomandante da unidade.

Troca de comando

Segundo a corporação, o comandante-geral da PM, coronel Mário Sérgio de Brito Duarte, já mudou o comando do BEP duas vezes desde a festa, ocorrida, segundo o jornal, dia 24 de setembro de 2010. Desde que assumiu o cargo (em julho de 2009), o comandante já mudou a direção do BEP em cinco ocasiões.
A PM informou que os presos do BEP passarão a usar uniforme. Já estão sendo calculados valores para as vestimentas.

O BEP abriga PMs e ex-PMs acusados de crime. O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, pediu ao comandante Mário Sérgio Duarte que procure um lugar mais seguro para a unidade.

Estudante atira três vezes contra disciplinário em BH

Adolescente não teria gostado de ser chamado atenção na Escola Estadual Professor Pedro Aleixo


A polícia procura por um estudante suspeito de atirar em um disciplinário, na manhã deste sábado (24), no Bairro Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Segundo a polícia, o adolescente teria se revoltado após o disciplinário, que trabalha na Escola Estadual Professor Pedro Aleixo, chamar atenção do aluno, na última sexta-feira (23).

Nesta manhã, o jovem foi para a casa do disciplinário e teria atirado três vezes contra ele, mas nenhum tiro acertou a vítima.

O estudante fugiu e ainda não foi localizado. O caso foi encaminhado para o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA).

NINO DA SHOW DE BIBLIA


Governo autoriza concurso público para 391 agentes policiais

Processo seletivo será realizado pela Secretaria da Segurança Pública

O governador Geraldo Alckmin autorizou a abertura de concurso público para a contratação de 391 agentes policiais de 4ª classe pela Secretaria da Segurança Pública. O despacho do governador foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira, 23.

Na semana passada, o governador também assinou autorização para que a Secretaria da Segurança Pública promova concurso para contratação de mais 180 servidores. São 113 cargos da carreira de Auxiliar de Papiloscopista , 16 cargos deAuxiliar de Necropsia Policial de 4ª Classe, sete cargos de Desenhista Técnico-Pericial de 4ª Classe e 44 cargos de Médico Legista de 4ª Classe.

No sábado, 10, o Diário Oficial já havia publicado autorização para 103 papiloscopistas, num total de 283 novos servidores.

Do Portal do Governo do Estado

Atrás das Grades | Segurança e Tecnologia

Neste episódio, o Canal National Geographic visita uma das prisões de maior segurança dos Estados Unidos, a Oak Park Heights Supermax. Esta moderna fortaleza abriga os criminosos que os demais presídios não têm como lidar.
O NatGeo entra no mundo obscuro das prisões mais temidas dos Estados Unidos. Atrás das grades mergulha de cabeça no terrível submundo das prisões norte-americanas. As nossas câmeras estão lá, no meio deste campo de batalha da vida real, onde só os mais fortes sobrevivem.

Os Estados Unidos têm a maior população carcerária do mundo. Atualmente, com 25% da população carcerária mundial, trata-se de algo como um país atrás das grades. Mas hoje, esta nação está em crise.

A violência crescente, a superpopulação, a explosão do uso de drogas e a guerra entre gangues fazem parte da vida cotidiana na prisão, uma realidade que piora a cada dia.

A National Geographic penetra no comprometido sistema carcerário dos Estados Unidos para conhecer este mundo de detentos que lutam para sobreviver na prisão, de oficiais responsáveis por controlá-los e protegê-los, e de especialistas que tentam resolver a crise da nação reclusa.


AGENTES PENITENCIÁRIOS DE CRUZEIRO DO SUL - AC
 leia   http://agepensczs.blogspot.com/

Irmãos criam moto elétrica do filme "Tron"

DE SÃO PAULO
Dois irmãos estão desenvolvendo uma réplica da motocicleta do filme "Tron". A dupla americana apaixonada por motos tem uma oficina especializada.
Divulgação
Moto elétrica roda 160 km com uma carga de 15 minutos na bateria
Moto elétrica roda 160 km com uma carga de 15 minutos na bateria
Os irmãos Parker chegaram a fabricar um modelo a gasolina que é vendido por US$ 55 mil. A nova versão tem um visual mais adequado ao filme e um motor elétrico de 96 volts.
A Tron Light Cycle roda 160 km com uma carga de 15 a 35 minutos na bateria de íons de lítio.
O modelo ainda não está homologado para circular na rua e o preço ainda não está definido.
 folha http://classificados.folha.uol.com.br/veiculos/980282-irmaos-criam-moto-eletrica-do-filme-tron.shtml
+ N

24/09/2011 - 08h13

Pai de garoto que se matou pode receber perdão judicial

PUBLICIDADE
 
ANDRÉ CARAMANTE
AFONSO BENITES
DE SÃO PAULO
A delegada Lucy Mastellini Fernandes disse na sexta-feira (16) que ainda não sabe o que fará em relação ao guarda-civil municipal Milton Evangelista Nogueira, 42 --pai de D., 10, que atirou em uma professora e se matou em seguida dentro de uma escola em São Caetano do Sul, na quinta-feira (22).
Família de usuário terá R$ 900 de ajuda do governo
Apelidado de ´bolsa-crack´, programa do Estado vai auxiliar na internação de dependentes químicos de baixa renda
Publicado no Super Notícia em 24/09/2011
Avalie esta notícia » 
2
4
6
8
NATÁLIA OLIVEIRA
falesuper@supernoticia.com.br



O governo estadual lançou ontem o cartão Aliança pela Vida, que vai auxiliar famílias de dependentes químicos. O programa, que já ganhou o apelido de ´bolsa-crack´, vai liberar R$ 900 para internações e transporte. Serão beneficiadas famílias com renda mensal menor que dois salários mínimos. O Estado planeja criar também anexos psiquiátricos nos hospitais públicos para os dependentes e pacientes com outros transtornos psiquiátricos.

O cartão, batizado com o mesmo nome do programa de combate às drogas estadual lançado em agosto passado, é um projeto pioneiro no Brasil. "Ele vai permitir a reabilitação de dependentes químicos, principalmente de crack, que são os casos mais graves. Isso evita as internações a longo prazo em clínicas psiquiátricas e reduz o problema da falta de leitos", disse o subsecretário de Políticas Antidrogas, Cloves Benevides.

http://www.otempo.com.br/supernoticia/noticias/?IdNoticia=62422,SUP&IdCanal=2
Feira de Santana: Rebelião em presídio é controlada set 23, 2011 Posted by marcos in Politica | 0 comments Já foi controlada a rebelião que envolveu cerca de 40 detentos do Complexo Policial Investigador Bandeira, no município de Feira de Santana, localizado a 109 quilômetros da capital baiana. Segundo o Acorda Cidade, os presos envolvidos no motim, que teve início na manhã desta sexta-feira, devem ser transferidos para o Conjunto Penal da cidade. Um dos envolvidos teve uma queimadura de segundo grau, e um policial da carceragem foi baleado na virilha por um dos detentos, que teria conseguido pegar a arma do policial durante a rebelião. Os motivos da rebelião ainda não foram confirmados, mas os presos reclamariam há algum tempo da superlotação das celas do local. Não há mais informações sobre o estado de saúde do policial, que foi socorrido no local e medicado. (Correio) Ref: Feira de Santana: Rebelião em presídio é controlada

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais realiza audiência pública no próximo dia 13 de outubro, às 14 horas, com o objetivo de obter esclarecimentos sobre o andamento das investigações sobre assassinatos de agentes de segurança penitenciários, policiais civis e policiais militares, que vêm ocorrendo no Estado. Requerimento nesse sentido, do deputado Sargento Rodrigues (PDT), foi aprovado nesta terça-feira (20/9/11), em reunião da comissão realizada à tarde. Segundo o autor do requerimento, de 2003 até hoje, em todo o Estado, foram executados 147 servidores da área de segurança, em atividade ou em razão do exercício como policiais civis, militares e bombeiros. "Não podemos admitir que os servidores da segurança pública sejam abatidos e o Estado não dê uma resposta imediata", disse o parlamentar. Na mesma reunião, a comissão aprovou também um segundo requerimento do deputado pedetista, propondo a realização de outra audiência pública, desta vez para analisar denúncias de abuso de autoridade e assédio moral cometidas pelo diretor do presídio de Sabará (Região Metropolitana de Belo Horizonte), José Romero da Cunha, e seus auxiliares. Esta reunião ainda não tem data marcada. FONTE: ALMG.  

fonte http://www.policiacivil.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=4272&tit=Filho-e-suspeito-de-ter-matado-a-esposa-de-agente-penitenciario


Filho é suspeito de ter matado a esposa de agente penitenciário


A polícia suspeita que o autor da morte de uma mulher, de 51 anos, assassinada na noite de terça-feira (20), no Jardim Ipanema, em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba, seja o filho da vítima, de 17 anos. De acordo com o delegado do município, Amadeu Araújo, as investigações revelaram que não há indícios de arrombamento na residência, o que leva a crer que seja alguém conhecido ou da família.

A mulher era casada com um agente penitenciário da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Piraquara. A vítima foi encontrada caída dentro de casa, com dois tiros, um na nuca e outro na cabeça. No local, também estava um bilhete, dizendo que o próximo a morrer seria o filho do agente. Segundo o delegado, o adolescente disse à polícia que estava na parte de fora de casa quando o crime foi cometido.

Foram feitos testes de parafina no agente penitenciário e no garoto para verificar se um deles atirou. O delegado contou que a família tinha uma arma em casa e que a mulher tinha feito aula de tiro caso precisasse se proteger. O revólver foi apreendido, assim como munições e um projétil. O material será periciado para verificar se condiz com o que foi utilizado no crime.

Na quinta-feira (22), serão ouvidos o marido e o filho da vítima, assim como outros parentes e vizinhos. “Por enquanto, não temos nenhuma prova, mas estamos crentes de que o homicídio não tem nada a ver com vingança de ex-presidiário ou de facções criminosas”, disse.

Traficantes expulsam famílias de agente penitenciário assassinado no Eustáquio

Todos os parentes que moravam próximo a Gilmar Santos tiveram qude deixar casas para não morrer



Tamanho da letra A+ A-
Foto: Sandro Lima

A viúva Cícera de Araújo pediu ontem escolta policial para retirar pertences de casa
Flávia Amaral
Repórter
Eles não esperaram nem um dia após o enterro do agente penitenciário Gilmar dos Santos para expulsar toda a família da vítima do Conjunto Santa Maria, no Eustáquio Gomes. “Assim que cheguei do sepultamento do meu marido recebi um recado de que os traficantes iam entrar na casa e matar todos que estivessem dentro dela. Só deu tempo de pegar os documentos e correr”, lembrou Cícera de Araújo Gomes, viúva de Gilmar, executado com vários tiros à porta de casa, há três dias.
Ontem, Cícera foi até a Intendência Penitenciária solicitar escolta policial para que, em segurança, possa retirar de dentro da própria casa todos os seus pertences, incluindo dois veículos dos quais o esposo era proprietário. Desde as ameaças de morte na noite da última segunda-feira ela e outras quatro famílias – todos parentes – deixaram suas casas, no conjunto, com medo de serem executadas. “Nunca pensei que isso pudesse acontecer com a gente. Nunca fizemos nada de mal a ninguém e tivemos que sair fugidos do nosso lar”, disse emocionada.
No momento em que Cícera e o filho Airton Felipe, 20, souberam do plano de chacina havia na casa três crianças e oito adultos. Dois parentes chegaram a perceber uma movimentação estranha no entorno da casa. Segundo ela, desde então, mesmo longe do local, não consegue dormir ou comer.
Na Intendência, Cícera foi recebida no setor de Recursos Humanos e conseguiu a escolta policial para a mudança. Na sala de espera estava o rapaz que conseguiu evitar a tragédia, avisando à família sobre o plano. Ele pediu para não ser identificado porque também corre risco de morrer, já que os traficantes sabem que o aviso partiu dele. “Não conseguiria viver sabendo que poderia ter evitado a morte de tanta gente, principalmente das crianças que estavam lá”, afirmou.
Uma fonte que também pediu para não ser identificada deu detalhes de como agiram e quem são os quatro bandidos que teriam executado o agente Gilmar dos Santos. Dênis, Gustavo, Léo e Cona teriam sido os executores e ‘Rato’ teria sido a pessoa que “voltou ao local do crime para ver se ele (Gilmar) estava morto mesmo”.
Pelas informações repassadas à reportagem, o grupo domina o tráfico na região e estaria incomodado com a presença ‘de um cara da polícia’ no Conjunto Santa Maria.
Gilmar dos Santos havia mudado para o conjunto com a família há três meses e lá montou um depósito para venda de material de construção. “Eles não querem ninguém lá. Eles é que mandam e pronto”, revelou.
Psicopatas
Ainda de acordo com a testemunha, no dia do assassinato de Gilmar, Dênis, Gustavo, Léo e Cona foram vistos por todos da rua vestindo casacos. “Ainda era tarde e estava muito quente, aquelas roupas chamaram a atenção, mas ninguém teve coragem de dizer nada. Todo mundo tem medo e com razão. Eles são psicopatas e matam por um Big Big [chiclete]”, contou.
Um dos suspeitos, depois de ter matado Gilmar, teria voltado ao local com outra roupa. “Ele chegou dizendo: é festa! pá, pá, pá. Isso imitando o barulho dos tiros e foi embora”, relata a testemunha.
Se faltam coletes à prova de bala para policiais em Alagoas, o mesmo não se pode dizer com relação a muitos traficantes em ação no Estado. É o que assegura um morador do conjunto Santa Maria sobre os bandidos que ele conhece. “Quem mora num lugar como esse conjunto sabe de tudo, tudinho. Eles fazem questão de mostrar que estão prontos pra tudo. Até para atirar no papa”.
Ainda segundo o morador, alguns deles já foram vistos em plena luz do dia ‘limpando’ seus coletes. Para ele, é uma forma de intimidar a população que já vive amedrontada. “Uma covardia, mas é assim que funciona. Eles desafiam a Segurança Pública o tempo todo e afrontam as pessoas de bem que restam por lá. A gente que não tem dinheiro tem que morrer lá mesmo”, lamentou.
Sindapen
O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Jarbas Souza, responsabiliza a baixa remuneração pela morte da maioria dos servidores da área de segurança. “Como é que alguém trabalha no sistema prisional, lidando diariamente com bandidos e ao fim do dia volta para a sua casa, onde eles são seus vizinhos?”, questionou.
Gilmar dos Santos tinha 50 anos e foi morto a tiros na porta de casa quando consertava seu carro, no último domingo, em plena tarde. Ele deixou quatro filhos, o mais novo com apenas três anos de idade.

 fonte    http://tribunahoje.com/noticia/5828/policia/2011/09/21/traficantes-expulsam-familias-de-agente-penitenciario-assassinado-no-eustaquio.html


  • Comissão rejeita porte de arma para segurança de unidade de internação‏



Rodolfo Stuckert
Alexandre Leite
Alexandre Leite criticou tentativas de ampliar porte de armas.
A concessão de porte de arma para agentes de segurança socioeducativos de unidades de internação de jovens infratores foi rejeitada na quarta-feira (22) pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado. A medida está prevista no Projeto de Lei 1060/11, do deputado Dr. Ubiali (PSB-SP), que autoriza esses profissionais a portar arma de fogo própria ou da corporação, inclusive nos horários em que não estiverem em serviço.

O relator da proposta, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), recomendou a rejeição por considerar que o agente socioeducador tem função essencialmente tutorial e não punitiva em relação aos menores em conflito com a lei. “Não há que se falar em porte de armas para uma categoria com teor catedrático”, analisou.
Alexandre Leite avaliou que esses agentes não lidam diretamente com a violência como certos profissionais da área de segurança pública e criticou iniciativas que pretendem ampliar o porte de armas. “A permissão da proliferação de armas, principalmente para classes que efetivamente não demonstram necessidade, é um equívoco na política de segurança pública”, argumentou.
Tramitação
Embora tenha sido arquivado pela única comissão de mérito para a qual foi designado inicialmente, o projeto poderá ser redistribuído para a Comissão de Seguridade Social e Família. O requerimento para a redistribuição foi apresentado pelo deputado João Campos (PSDB-GO). Caso ele não seja redistribuído, será considerado rejeitado pela Câmara.

Íntegra da proposta:

Reportagem - Carol Siqueira 

Amigos e vizinhos afirmam que garoto que cometeu o suicídio era tranquilo e educado

  • destacar vídeo
  • espalhe por aí
Dê sua nota: 26 exibições
No prédio em que o garoto morava desde pequeno, muitos vizinhos contam que ele era uma criança obediente, tranquila e muito educada. Os moradores dizem que o garoto estava sempre